Jornal do Brasil

Sábado, 30 de Agosto de 2014

Economia

Brasil deve se preparar para se beneficiar de mudanças na economia chinesa

Agência Brasil

Relatório do Banco Mundial (Bird), divulgado hoje (14), mostra que o Brasil precisa se preparar muito para conseguir se beneficiar do desenvolvimento chinês. Segundo o conselheiro econômico do Bird, Jorge Araújo, com a caminhada da China para a elevação do nível de sofisticação das suas exportações, pode haver uma demanda por bens de consumo mais tecnológicos e por serviços.

Segundo o relatório Implicações de uma China em Transformação: Oportunidades para o Brasil?, apesar de a China estar diminuindo as taxas de crescimento e seguindo para um desenvolvimento equilibrado, vai continuar sendo um território com boas oportunidades. “O que quisemos apontar neste relatório é que para o Brasil aproveitar o momento da China vai ter que fazer o dever de casa. Do jeito que o Brasil anda, teria problemas para penetrar nesse mercado”, explicou Araújo.

Questões de logística, transporte e política tributária, qualidade de prestação de alguns serviços, estão entre os entraves brasileiros. Além disso, segundo Araújo, o Brasil está sofrendo uma tendência ao investimento de recursos em setores de serviço de baixa produtividade.

O documento ressalta ainda que a procura chinesa por produtos agrícolas e alimentares pode crescer de 11% a 13% até 2030. Com relação ao setor de manufaturas, no qual o Brasil e a China concorrem, o impacto na economia brasileira vai depender da adaptação do mercado brasileiro à concorrência de alto nível dos chineses.

 

Tags: brasileiros, cHINA, crescimento, econômico, impacrtos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.