Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Economia

Balança tem maior superávit semanal de 2014

Exportações superam importações em US$ 1,28 bilhão no início de julho

Jornal do Brasil

Nos cinco dias úteis de julho (1° a 6), as exportações brasileiras somaram US$ 4,234 bilhões, com média diária de US$ 1,058 bilhão. Pela média, o resultado é 17% maior que o verificado em julho de 2013 (US$ 904,7 milhões).  É o maior superávit semanal deste ano. Neste comparativo, cresceram as vendas de produtos semimanufaturados (32,9%), especialmente, de semimanufaturados de ferro e aço, açúcar em bruto e couros e peles. Entre os produtos básicos (31%), o aumento foi devido, principalmente, a soja em grão, petróleo em bruto, minério de cobre, café em grão, carne bovina, e bovinos vivos. Por outro lado, decresceram as vendas de manufaturados (-3,9%), por conta de plataforma de produção de petróleo e gás, automóveis de passageiros, óleos combustíveis, veículos de carga, autopeças e etanol. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Em relação à média de junho deste ano (US$ 1,023 bilhão), o crescimento foi de 3,4%, com aumento nas vendas de produtos semimanufaturados (18,7%) e de básicos (4,7%). Decresceram, contudo, as vendas de bens manufaturados (-1,7%) no período.

As importações, na primeira semana de julho, foram de US$ 2,945 bilhões e registraram média diária de US$ 736,3 milhões. Com esse desempenho, houve queda de 25,4% na comparação com julho do ano passado (US$ 987,2 milhões). Houve retração, principalmente, nas aquisições de combustíveis e lubrificantes (-58,1%), veículos automóveis e partes (-32,6%), equipamentos mecânicos (-25,1%), borracha e obras (-23,2%), siderúrgicos (-21,1%), e aparelhos eletroeletrônicos (-18,5%)..

Na comparação com a média de junho deste ano (US$ 905,1 milhões), houve diminuição de 18,7%, com redução nas despesas de combustíveis e lubrificantes (-48,7%), aeronaves e peças (-47,3%), produtos farmacêuticos (-33,6%) veículos automóveis e partes (-26,7%), e equipamentos mecânicos (-19,7%).

O saldo comercial semanal foi superavitário em US$ 1,289 bilhão (média diária de US$ 322,3 milhões). Já a corrente de comércio, na primeira semana do mês, alcançou US$ 7,179 bilhões (média de US$ 1,794 bilhão). Pelo desempenho diário, houve queda de 5,1% no comparativo com julho passado (US$ 1,891 bilhão) e diminuição de 6,9% na relação com junho último (US$ 1,928 bilhão).

Ano

De janeiro à primeira semana de julho deste ano (126 dias úteis), as vendas ao exterior somaram US$ 114,765 bilhões (média diária de US$ 910,8 milhões). Na comparação com a média diária do período equivalente de 2013 (US$ 931,4 milhões), as exportações retrocederam em 2,2%. As importações foram de US$ 115,967 bilhões, com média diária de US$ 920,4 milhões. O valor está 3,5% abaixo da média registrada no período correspondente de 2013 (US$ 953,9 milhões).

No acumulado do ano, o saldo da balança comercial está deficitário em US$ 1,202 bilhão, com resultado médio diário negativo de US$ 9,5 milhões. No período equivalente de 2013, havia déficit de US$ 2,877 bilhões, com média diária negativa de US$ 22,5 milhões. A corrente de comércio soma, em 2014, US$ 230,732 bilhões, com desempenho diário de US$ 1,831 bilhão. O valor é 2,9% menor que a média aferida no período correspondente do ano passado (US$ 1,885 bilhão).

Tags: comércio, dados, economia, exterior, superávit

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.