Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Economia

Bovespa abre positiva em dia de pregão mais curto, mas encerra em baixa

Ações de bancose Petrobras reverteram a leve alta na abertura

Jornal do BrasilRafael Gonzaga

A Bolsa de Valores de São Paulo seguia em queda nesta segunda-feira (23), dia de pregão mais curto por conta da Copa do Mundo 2014. Às 14:45, o índice contrariava projeções de alta e marcava queda de 0,78% aos 54.210 pontos. Na abertura, o Ibovespa chegou a apresentar alta de 0,16%, mas foi recuando ao longo das negociações.

Mais cedo, apesar de uma alta nas ações da mineradora Vale, as ações de bancos e da Petrobras reverteram a leve alta, fazendo com que a bolsa passasse a operar negativa.

O fechamento dos negócios na bolsa brasileira foi adiantado em virtude do jogo da seleção brasileira contra o time de Camarões no mundial de futebol, que acontece às 17h.

Já no final dos negócios, a principal alta nas ações era da SID Nacional ON, com avançoes de 2,70%, seguida pela Bradespar PN N1, com 2,39% de variação positiva. A Qualicorp ON NM avançava 1,63%, a Vale PNA N1 subia 1,51% e a Eletropaulo PN N2 tinha alta de 1,35%.

As principais baixas já no encerramento dos negócios eram lideradas pela CPFL Energia ON NM, que recuava 2,59%, seguida pelas ações da Souza Cruz ON, que perdiam 2,46%. As outras principais quedas eram das ações MRV ON NM, que recuava 2,43%; a Copel PNB N1, perdendo 2,43% também; e a Even ON NM, com recuo de 2,32%.

Negócios em Wall Street operavam em baixa

A Bolsa de Nova York apresentou variações leves nesta segunda-feira, após marcar alta durante seis dias. Os principais índices acionários seguiram em queda, após o S&P atingir outra variação positiva recorde, com investidores avaliando o desempenho do setor imobiliário e a valorização de ações de empresas de energia.

O mercado seguiu avaliando nesta segunda-feira as questões do Iraque, onde forças governamentais retomaram o controle de postos na fronteira com a Jordânia e a Síria, de acordo com o Ministério da Defesa.

Às 15h08 o índice Dow Jones perdia 0,21% aos 16.911 pontos; o índice S&P 500 também apresentava queda de 0,15% a 1.960 pontos; e a bolsa eletrônica Nasdaq acompanha o recuo, perdendo 0,07% aos 4.364 pontos.

Bolsas da Europa também operavam em baixa após indicadores

As bolsas europeias apresentaram recuos nessa segunda-feira, com o mercando mantendo perdas após a divulgação do relatório de atividade empresarial da zona do euro. O relatório apontou para uma desaceleração durante o mês de junho das atividades. Os investidores avaliavam também o recuo do setor de habitações, após as mudanças que ocorreram nas regras hipotecarias.

Por volta de 14h45, o Euro Stoxx 50 apresentava variação negativa de 0,60% a 3.282 pontos. O Bloomberg European 500 também seguia em baixa, com recuo de 0,48% aos 235 pontos.

Londres perdia 0,36% em seu índice FTSE 100, aos 6.800 pontos. A França também apresentava fortes perdas, com o CAC 40 recuando 0,57% aos 4.515 pontos. Em Frankfurt, o Deutsche Borse AG HDAX tinha queda de 0,71% aos 5.144 pontos. Milão recuava 1,33% aos 21.694 pontos em seu índice FTSE MIB. Lisboa, também em queda, recuava 1,09% aos 7.021 pontos no índice PSI 20. Por fim, Madrid também perdia: o índice IBEX 35 declinava 0,33% aos 11.118 pontos.

Na bolsas asiáticas, índice japonês encerra em alta

Nesta segunda-feira, o índice japonês Nikkei encerrou os negócios em alta de 0,13%, após ter parte de seus ganhos apagados. Na manhã desta segunda, o índice MSCI, responsável por reunir as ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, apresentava variação negativa de 0,01%.

Tags: bolsa de valores, bovespa, economia, energia, Ibovespa, iraque, negócios, Petrobras, setor enérgico, setor imobiliário, vale

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.