Jornal do Brasil

Domingo, 22 de Abril de 2018 Fundado em 1891

Economia

Bovespa abre positiva em dia de pregão mais curto, mas encerra em baixa

Ações de bancose Petrobras reverteram a leve alta na abertura

Jornal do Brasil Rafael Gonzaga

A Bolsa de Valores de São Paulo seguia em queda nesta segunda-feira (23), dia de pregão mais curto por conta da Copa do Mundo 2014. Às 14:45, o índice contrariava projeções de alta e marcava queda de 0,78% aos 54.210 pontos. Na abertura, o Ibovespa chegou a apresentar alta de 0,16%, mas foi recuando ao longo das negociações.

Mais cedo, apesar de uma alta nas ações da mineradora Vale, as ações de bancos e da Petrobras reverteram a leve alta, fazendo com que a bolsa passasse a operar negativa.

O fechamento dos negócios na bolsa brasileira foi adiantado em virtude do jogo da seleção brasileira contra o time de Camarões no mundial de futebol, que acontece às 17h.

Já no final dos negócios, a principal alta nas ações era da SID Nacional ON, com avançoes de 2,70%, seguida pela Bradespar PN N1, com 2,39% de variação positiva. A Qualicorp ON NM avançava 1,63%, a Vale PNA N1 subia 1,51% e a Eletropaulo PN N2 tinha alta de 1,35%.

As principais baixas já no encerramento dos negócios eram lideradas pela CPFL Energia ON NM, que recuava 2,59%, seguida pelas ações da Souza Cruz ON, que perdiam 2,46%. As outras principais quedas eram das ações MRV ON NM, que recuava 2,43%; a Copel PNB N1, perdendo 2,43% também; e a Even ON NM, com recuo de 2,32%.

Negócios em Wall Street operavam em baixa

A Bolsa de Nova York apresentou variações leves nesta segunda-feira, após marcar alta durante seis dias. Os principais índices acionários seguiram em queda, após o S&P atingir outra variação positiva recorde, com investidores avaliando o desempenho do setor imobiliário e a valorização de ações de empresas de energia.

O mercado seguiu avaliando nesta segunda-feira as questões do Iraque, onde forças governamentais retomaram o controle de postos na fronteira com a Jordânia e a Síria, de acordo com o Ministério da Defesa.

Às 15h08 o índice Dow Jones perdia 0,21% aos 16.911 pontos; o índice S&P 500 também apresentava queda de 0,15% a 1.960 pontos; e a bolsa eletrônica Nasdaq acompanha o recuo, perdendo 0,07% aos 4.364 pontos.

Bolsas da Europa também operavam em baixa após indicadores

As bolsas europeias apresentaram recuos nessa segunda-feira, com o mercando mantendo perdas após a divulgação do relatório de atividade empresarial da zona do euro. O relatório apontou para uma desaceleração durante o mês de junho das atividades. Os investidores avaliavam também o recuo do setor de habitações, após as mudanças que ocorreram nas regras hipotecarias.

Por volta de 14h45, o Euro Stoxx 50 apresentava variação negativa de 0,60% a 3.282 pontos. O Bloomberg European 500 também seguia em baixa, com recuo de 0,48% aos 235 pontos.

Londres perdia 0,36% em seu índice FTSE 100, aos 6.800 pontos. A França também apresentava fortes perdas, com o CAC 40 recuando 0,57% aos 4.515 pontos. Em Frankfurt, o Deutsche Borse AG HDAX tinha queda de 0,71% aos 5.144 pontos. Milão recuava 1,33% aos 21.694 pontos em seu índice FTSE MIB. Lisboa, também em queda, recuava 1,09% aos 7.021 pontos no índice PSI 20. Por fim, Madrid também perdia: o índice IBEX 35 declinava 0,33% aos 11.118 pontos.

Na bolsas asiáticas, índice japonês encerra em alta

Nesta segunda-feira, o índice japonês Nikkei encerrou os negócios em alta de 0,13%, após ter parte de seus ganhos apagados. Na manhã desta segunda, o índice MSCI, responsável por reunir as ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, apresentava variação negativa de 0,01%.



Tags: Ibovespa, Petrobras, bolsa de valores, bovespa, economia, energia, iraque, negócios, setor enérgico, setor imobiliário, vale

Compartilhe: