Jornal do Brasil

Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

Economia

Bolsa de Tóquio encerra pregão em leve alta

Jornal do Brasil

A Bolsa de Tóquio encerrou a sessão desta terça-feira em leve alta, impulsionada pela recuperação do dólar ante o iene. O índice Nikkei 225 subiu 0,29%, aos 14.975,97 pontos.

Wall Street fechou em leve alta nesta segunda-feira, em um mercado que espera os resultados da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed) nos Estados Unidos. O Dow Jones teve alta de 0,03%, e o Nasdaq, 0,24%.

O Dow Jones Industrial Average subiu 5,27 pontos a 16.781,01 unidades, e o índice tecnológico Nasdaq, 10,45 pontos, a 4.321,11. O Standard & Poor's 500 teve alta marginal de 0,08%, 1,62 pontos a 1.937,78 unidades. 

Após dois dias de reunião, o Comitê de Política Monetária do Fed (FOMC) divulgará seu tradicional comunicado sobre suas perspectivas de política monetária e da economia em geral, antes de uma coletiva de imprensa com a presidente da instituição, Janet Yellen. 

A escalada de tensões no Iraque e a deterioração das relações entre Ucrânia e Rússia, que cortou o envio de gás para consumo do país vizinho, continuam merecendo a atenção dos investidores. Apesar dos bons indicadores sobre a economia americana divulgados nesta segunda-feira, o panorama não é otimista para a maior potência mundial: o FMI cortou nesta segunda-feira sua previsão de crescimento do PIB para 2014 a 2%, contra os 2,8% previstos em abril passado. No mercado de títulos, o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos ficou em 2,597% contra 2,604% na sexta-feira, enquanto o dos bônus a 30 anos foi de 3,397% contra 3,412%. 

Já a Bovespa fechou em leve baixa nesta segunda-feira (16), com investidores evitando tomar novas posições, em semana marcada por dois vencimentos de opções, e realizando lucros acumulados na semana passada.

O Ibovespa recuou 0,32%, a 54.629 pontos, após acumular ganho de 3,16% na última semana.

Tags: alta, Bolsas, economia, mercado, Mundo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.