Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Economia

Anfavea atribui estagnação das vendas à baixa confiança do consumidor

Agência Brasil

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan Yabiku Junior, atribuiu a estagnação das vendas de veículos verificada em maio ao baixo índice de confiança do consumidor e ao mau humor vigente no mercado. “Embora eu não compartilhe dessa visão, porque acredito que a economia brasileira está muito melhor do que a média das análises, há também influência da seletividade do crédito, além da maior incidência de feriados”.

A venda de veículos registrou estabilidade no mês de maio, na comparação com abril. Foram vendidas 293.362 unidades, contra 293.240 comercializadas em abril. No acumulado do ano, houve queda de 5,5%, com o licenciamento de 1.399.356 veículos novos. Na comparação com maio do ano passado, quando foram vendidos 316.233 automóveis, o setor apresentou queda de 7,2%. Na mesma comparação, a produção teve queda de 18%.

Moan ressaltou que a Anfavea prefere não alterar as previsões feitas no início do ano (crescimento de 1,1%), mas uma análise deve ser feita no próximo mês quando a entidade deverá ter uma visão melhor do mercado. “Principalmente com relação ao acordo Brasil e Argentina. A Anfavea tem acompanhado o acordo de maneira muito intensa, inclusive participando das reuniões de governo, e acreditamos que o acordo será fechado na próxima semana com termos positivos para os dois governos e o setor”.

Para o período da Copa do Mundo, Moan disse esperar que o fluxo de vendas permaneça o mais normal possível. “Sabemos que em algumas localidades teremos feriados em período integral, em outras em meio período. E em outros locais será ponto facultativo. Isso deve prejudicar um pouco as vendas, mas esperamos recuperá-las rapidamente. Nossa expectativa é a de que a Copa seja um evento muito positivo para o país e garanto que, tendo consumidores, estaremos prontos para recepcioná-los”.

Tags: associação, fabricantes, nacional, queda, veículos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.