Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Economia

Após dois pregões positivos, Bovespa opera com índices em baixa

Bolsa de Valores de São Paulo abre em baixa e segue negativa durante negócios desta quarta

Jornal do BrasilRafael Gonzaga

A Bolsa de Valores de São Paulo abriu em baixa nesta quarta-feira (4), após duas sessões seguidas marcando alta. Na abertura dos negócios, o Ibovespa recuava 0,15% aos 51.954 pontos. A baixa durante a manhã era causada principalmente pela Petrobras, pelo Itaú Unibanco e pelo Bradesco.

Por volta de 14h15, a variação do Ibovespa se mantinha negativa, com queda de 0,56% a 51.742 pontos. O mercado respondia aos dados do recuo da produção industrial brasileira em abril, quando apresentou recuo de 0,3%. A produção da indústria nacional foi afetada, em especial, pelos bens de consumo duráveis.

No quadro exterior, o mercado também respondia a dados dos Estados Unidos que indicavam ter ocorrido um número menor de contratações no setor privado em maio. Foi anuncuiada a  a criação de 179 mil vagas de trabalho no setor privado dos Estados Unidos, número inferior aos 215 mil registrados em abril.

De acordo com o consultor independente de investimentos Maurício Zlatkin, a Petrobras teve destaque nas perdas da Bovespa, após a divulgação de uma reportagem citando que o ministro Guido Mantega teria impedido aumentos nos preços dos combustíveis em abril e maio. “O setor bancário também teve perdas com o adiamento por tempo indeterminado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) do julgamento dos planos econômicos”, explicou.

Por volta de 14h, a Klabin S/A UNT N2 apresentava a pior oscilação negativa, com baixa de 1,82%. A Petrobras PN também estava entre as maiores baixas, com 1,60% de queda. Outras oscilações negativas eram as da Gol PN ES N2, com 1,74% de redução; Natura ON NM, com 1,69% de baixa; e Hypermarcas ON NM, que apresentava oscilação negativa de 1,58%.

A principal alta era a da JBS ON NM, que apresentava variação positiva de 3,07%.

Wall Street abre em queda por conta de dados do mercado de trabalho

Os dados das contratações empurraram a abertura das bolsas norte-americanas para baixo. Dados do mercado de trabalho foram divulgados com resultados inferiores aos que eram esperados, fazendo com que investidores vendessem ações com os índices se aproximando de níveis recordes.

Por volta de 14h, os indicadores davam sinais levemente positivos. O índice Dow Jones tinha variação positiva de 0,08%, a 16.735. o Standard & Poor's 500 valorizava 0,17%, a 1.927 e o índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,43% a 4.252.

De acordo com Zlatkin, a ligeira alta com a divulgação do índice ISM do setor de serviços indicam uma expansão no maior ritmo dos últimos nove meses. A ligeira alta também ocorreu por conta da ata da última reunião do FED, mostrando crescimento em todas as regiões observadas.

O consultor de investimentos apontou ainda destaque para o setor de seguros após a oferta de compra da Protective Life Corp. pela Dai-ichi Life.

Mercado europeu operando em baixa

As bolsas europeias seguiam também operando em baixa nesta quarta-feira (4). Os investidores estariam avaliando os indicadores econômicos da zona do euro e aguardando a decisões sobre a política monetária. “O mercado está estável aguardando a decisão sobre a política monetária do Banco Central Europeu, que se reunirá amanhã” explicou Zlatkin.

Zlatkin apontou destaque para a queda de 1,5% das ações da Volkswagen que, de acordo com o consultor, emitirá ações para o financiamento da compra da fabricante sueca de caminhões Scania.

O PIB na União Europeia avançou 0,3% contra o quarto trimestre do ano passado, apontando um aumento de 1,4% na comparação anual. Por outro lado o setor da indústria demonstrou queda de 0,1% na produção comparando com o mês de março e de 1,1% na comparação com abril do último ano.

Os principais índices europeus apresentavam variação negativa por volta de 14h30. O EURO STOXX 50 recuava 0,10% a 3,237. O FTSE 100 Index apresentava queda de 0,26% a 6,818. Por outro lado, o Deutsche Boerse AG German Stock Index DAX apresentava variação positiva, subindo 0,07% a 9,926 pontos.

Tags: bolsa de valores, bradesco, contratações, mercado financeiro, Petrobras, política monetária, setor industrial, unibanco itaú

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.