Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Economia

Pilgrim's, da JBS, faz nova oferta à americana Hillshire

Conselho da Hillshire aprovou conversas com a Pilgrim's e sua concorrente Tyson

Jornal do Brasil

A batalha pela compra da Hilllshire Brands, vista como bom alvo de aquisição por investidores há algum tempo, ficou mais concorrida. A Pilgrim's Pride, que havia apresentado proposta de US$ 45 por ação na semana passada, viu sua concorrente Tyson Foods apresentar uma oferta de US$ 50 e não tardou em apresentar uma nova, de US$ 55 por ação. A revisão significa um acréscimo de US$ 1,3 bilhão em relação à proposta anterior. Tanto a Tyson quanto a Pilgrim's, no entanto, tem como condição que a Hillshire abandone os planos de compra da Pinnacle. Controlada pela brasileira JBS, a Pilgrim's estima um ganho de US$ 300 milhões em sinergias caso a aquisição seja efetivada. 

A JBS enviou à Comissão de Valores Mobiliários nesta terça-feira (3) comunicado confirmando que a controlada fez a nova proposta de compra, que pode agregar melhorias à parte operacional e na cadeia de valor, além da chance de crescimento em produtos de marca. Informou ainda que a proposta está alinhada com sua estratégia global de expansão.

>> JBS faz oferta de US$ 6,4 bi pela visada Hillshire Brands

A Pilgrim's confirmou a oferta, em nota divulgada à imprensa também nesta terça, informando que submeteu uma proposta revisada no último domingo (1) para adquirir a Hillshire por US$ 55 por ação, em uma transação avaliada em US$ 7,7 bilhões, um acréscimo de US$ 1,3 bilhões em relação à oferta inicial, e uma valorização de 49% sobre o preço das ações da Hillshire um dia antes do anúncio de sua transação com a Pinnacle. 

"A proposta revista da Pilgrim's não está sujeita a quaisquer condições de financiamento ou contingência. A Pilgrim's está confiante que a transação é financeiramente e estrategicamente atraente, e que cria um valor considerável aos acionistas tanto da Pilgrim's quanto da Hillshire. (...) A Pilgrim's espera que o aumento no fluxo de caixa decorrente da combinação entre as duas empresas e a realização de sinergias permitam rapidamente pagar a dívida de aquisição inicial", diz a empresa na nota.

De acordo com reportagem do Wall Street Journal, os planos de Sean Connolly, que há dois anos comanda a Hillshire, de se tornar diretor-presidente podem ser frustrados caso a empresa aceite a oferta da Tyson ou da Pilgrim's. A Hillshire Brands anunciou que o seu quadro de diretores, depois de consulta a assessores jurídicos e financeiros, fez a determinação necessária sob acordo de fusão com a Pinnacle Foods, para fornecer informações e conduzir discussões separadas com a Pilgrim's e a Tyson.

A Moody's colocou o rating da Pilgrim's em revisão, com a possibilidade de rebaixar a nota caso a operação seja concluída, o que pode acontecer no terceiro trimestre. A JBS ainda veria o índice de dívida líquida/Ebitda subir de 3,26 para 4,1. A presença da Pilgrim's, segunda maior empresa de carne de frango dos EUA, no entanto, ganharia maior expressão no varejo americano. A Hillshire é uma das líderes do mercado de carnes dos Estados Unidos e controla diversas marcas, como Jimmy Dean, Ball Park, Hillshire Farms, State Fair, Sara Lee e Gallo Salame.

A Hillshire tem receita anual de US$ 4 bilhões e cerca de 9 mil empregados. De acordo com último balanço divulgado à imprensa, no terceiro quarto do seu ano fiscal de 2014, que se encerra no final de junho, a receita cresceu 3,4%, para US$ 955 milhões, e o lucro operacional ajustado teve um acréscimo de 34,8% para US$ 97 milhões. De acordo com o relatório, o crescimento das vendas no ano deve ficar na casa de um dígito.

Na ocasião do anúncio dos resultados, feito no início deste mês, o presidente e CEO da companhia, Sean Connolly, declarou que o "tremendo progresso" alcançado no fortalecimento das marcas e na redução de custos é nítido. Apesar de um ambiente inflacionário incomum, continuou, a empresa conseguiu melhorar seus fundamentos e as margens operacionais. Ele informou ainda um foco em aquisições.

A receita líquida da JBS neste ano passaria de R$ 120 bilhões para R$ 130 bilhões com a incorporação da Hillshire. Segundo informações do Valor Econômico, a JBS já realizou 30 aquisições de porte desde 1997, no Brasil e no exterior, em um investimento de US$ 17 bilhões. Comprou a Pilgrim's em 2009, por US$ 2,6 bilhões, e hoje possui 75% da empresa.

Como parte da Pilgrim's, a Hillshire teria melhor acesso à carne bovina, suína e de frango processada pela JBS nos Estados Unidos e em outros países, conforme teria informado a analistas o diretor-presidente da Pilgrim's, Bill Lovette, de acordo com o WSJ.

Tags: aquisição, hillshire, jbs, pilgrim's, tyson

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.