Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Economia

Superávit primário do setor público para meses de abril é o maior desde 2011

Agência Brasil

O superávit primário do setor público consolidado (governos federal, estaduais e municipais e empresas estatais) de R$ 16,896 bilhões, em abril, foi o maior para o período desde 2011. Esse resultado foi divulgado hoje (30) pelo Banco Central (BC).

O superávit primário é a economia de recursos para pagar os juros da dívida pública. O esforço fiscal permite a redução do endividamento do governo no médio e longo prazos. A meta para o superávit primário do setor público este ano é R$ 91,306 bilhões – 1,9% do PIB.

Segundo o chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel, abril é um mês em que é comum o aumento das receitas do governo, o que favorece o resultado primário. “O mês de abril é um mês sazonalmente favorável para as contas fiscais tendo em vista o aumento da arrecadação de Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre Lucro Líquido. Abril sempre tem resultado melhor do que os meses que o precedem e os outros meses também do ano”, disse Maciel.

De acordo com dados do Tesouro Nacional divulgados ontem (29), os dividendos das empresas estatais também contribuíram para o resultado primário. Em abril, foram R$ 2,341 bilhões, a maior parte da Petrobras. Os dividendos são a parcela do lucro que as empresas destinam aos sócios e proprietários de ações. No caso das estatais, o maior acionista é o Tesouro Nacional.

No primeiro quadrimestre, o superávit primário do setor público chegou a R$ 42,527 bilhões, contra R$ 41,048 bilhões em igual período de 2013. Somente o Governo Central (Tesouro, Banco Central e Previdência) registrou superávit primário de R$ 29,175 bilhões, superando a meta para o período de R$ 28 bilhões. Os dividendos das estatais contribuíram com R$ 8,231 bilhões, de janeiro a abril.

Tags: BC, brasil, economia, público, setor

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.