Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

Economia

Ibovespa é impulsionado por Petrobras e setor financeiro no início dos negócios

Bolsa de valores de São Paulo abriu em alta nesta quarta-feira

Jornal do BrasilRafael Gonzaga

A Bolsa de Valores  de São Paulo operava em alta na abertura desta quarta-feira (28), avançando 0,05% aos 52.197 pontos no começo das negociações.  Após perder mais de 1% no dia anterior, o principal índice da Bovespa  era impulsionado pelas ações do setor financeiro e pela Petrobras.

Na pauta da sessão, o mercado seguia esperando a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) no fim do dia. Além disso, outro assunto que gerava expectativas era o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre as indenizações a poupadores por perdas com planos econômicos, que foi adiado.

Por volta de 10h20, a variação do Ibovespa era positiva, alcançando 0,49% a 52.430 pontos.

De acordo com o consultor independente de investimentos Maurício Zlatkin, que ressaltou o foco na decisão do Copom, a expectativa seria a manutenção dos juros em 11%. “O setor bancário apresenta alta pela expectativa do adiamento do julgamento STJ, e mineração e siderurgia seguem fracos com a baixa do minério de ferro no mercado internacional”, disse.

Bolsas europeias operam com resultados positivos

No início dos negócios das bolsas europeias desta quarta-feira, as operações estavam em alta. As transações atingiram o nível mais alto alcançado desde a primeira metade de 2008 e os mercados seguiam analisando os efeitos da investigação criminal pela qual está passando a companhia farmacêutica GlaxoSmithKline Plc. 

A GlaxoSmithKline apresentou uma queda de 1,5% após a divulgação de uma investigação sobre a postura da empresa, que foi acusada de subornar funcionários em países como a China. 

No princípio do dia o índice FTSE-MIB avançava 0,73% aos 21.558 pontos em Milão. Já em Londres, o índice FTSE-100 crescia 0,03% aos 6.847 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 apresentava alta de 0,16% aos 10.731 pontos. Em Lisboa, o índice PSI-20 avançava 1,29% aos 7.149 pontos.

As ações portuguesas apresentavam um desempenho superior aos demais mercados europeus, alavancado por indícios tranquilizadores dos principais bancos do país.

Maurício Zlatkin pontuou também resultados em outros países. “Foi divulgado o desemprego na Alemanha com dados ligeiramente piores que o esperado. Destaque também para a Telecom Itália, com alta de 4% após a recomendação de compra do Goldam Sachs”, citou.

Alta na abertura de Wall Street

Nesta quarta-feira, os índices acionários de Wall Street operavam em alta. Na abertura dos negócios, o índice Dow Jones avançava 0,04% aos 16.660 pontos e o S&P 500 subia 0,01% a 1.909 pontos.

Zlatkin explicou que o mercado teve uma ligeira baixa após quatro dias de alta que levaram os índices a novos recordes históricos. “Dentro dos setores, as ações de varejistas caem, enquanto que as das telefônicas sobem. Amanhã será divulgado o número do PIB, onde é esperada uma contração de 0,5% no primeiro trimestre”, disse.

Dados dos Estados Unidos impulsionam bolsas asiáticas

No encerramento da sessão nas bolsas asiáticas, em Hong Kong, o Hang Seng, principal indicador, fechou em alta de 0,59% aos 23.080 pontos. 

Na China, o índice SSE Composite da bolsa de Xangai subiu 0,77% aos 2.050 pontos.

O índice KOSPI Composite subiu 0,97% aos 2.017 pontos na Coreia do Sul, e no Japão, o índice Nikkei 225 da bolsa de Tóquio avançou 0,24% aos 14.670 pontos.

Tags: bolsa de valores, copom, economia, glaxosmithkline, Ibovespa, STJ, Wall Street

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.