Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Economia

Bovespa opera em alta puxada por Vale

Jornal do Brasil

A Bolsa de Valores de São Paulo opera em alta de 1,21%, aos 52.203 pontos, puxada pelas ações da Vale, que subiam cerca de 2%. Na véspera, o Ibovespa recuou 0,31%, para 52.203 pontos.

De acordo com o consultor independente de investimentos Maurício Zlatkin, a alta se deu pela melhora do índice de desemprego, que caiu para 4,9%, impulsionando as ações de varejo. As ações de exportadoras também subiram em função do aumento dos preços das commodities no mercado internacional.

Por outro lado, as ações de bancos reduzem ou anulam perdas do início da sessão, após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) na véspera a favor dos poupadores no caso sobre correção da poupança.

Nos Estados Unidos, as bolsas também operam em alta: o Dow Jones, 0,97%, e a Nasdaq, 0,85%. Segundo Zlatkin, a alta moderada se deve à divulgação de dados econômicos indicando um aumento na atividade industrial (56.2 em maio x 55.4 abril) e de vendas de residências que aumentaram de valor em abril pela primeira vez nos últimos 4 meses, apesar de um ligeiro aumento nos pedidos semanais de auxilio desemprego. O setor varejista, por sua vez, se destaca com a divulgação de alguns bons resultados.

Na Europa, a bolsa de valores Euro STOXX 50, formada pelas 50 maiores empresas de diversos setores e países da Zona Euro, apresentava leve alta de 0,07% às 12h25, com 3.189,37 pontos. A Euronext 100, composta por empresas da França, Holanda, Bélgica, Portugal e Luxemburgo, revelava aumento de 0,19%, sendo cotada em 845,68 às 12h35. Às 12h35, a CAC 40, que reúne as 40 empresas mais cotadas da França, mostrava saldo positivo de 0,21%, com 4.478,21 pontos. A DAX, que conta com as 30 companhias abertas de melhor performance financeira da Alemanha, apontava aumento de 0,24%, cotada em 9.720,91 pontos às 12h35.

De acordo com o consultor independente de investimentos, as bolsas da Europa também apresentam ligeira alta influenciadas pelos dados econômicos dos Estados Unidos e da China, que divulgou o índice Markit de gerentes de compras no nível de 49.7%, o mais alto dos últimos 5 meses.

Já a Bolsa de Tóquio encerrou a sessão desta quinta-feira em alta, depois que a leitura otimista do setor industrial da China deu fôlego ao apetite por risco e atenuou algumas das perspectivas mais pessimistas sobre a segunda maior economia do mundo.

O índice Nikkei ganhou 2,11%, aos 14.337,79 pontos.

Tags: Bolsa, cHINA, dados, economia, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.