Jornal do Brasil

Terça-feira, 29 de Julho de 2014

Economia

Índice Bovespa registra alta na abertura enquanto WallStreet inicia em queda

Europa indicava fraqueza na abertura; Na Ásia, atenção está desviada para Tailândia

Jornal do BrasilRafael Gonzaga

A Bolsa de Valores de São Paulo operava em alta na abertura desta terça-feira (20) e continuou  registrando leve alta no início dos negócios. O motivo era estar apoiada nos papéis da Petrobras e BR, em uma sessão com uma pequena quantidade de dados econômicos relevantes na agenda e depois da realização de lucros que aconteceu no dia anterior.

Por volta de 10h30, o Ibovespa indicava variação positiva de 0,24%, a 53.479 pontos.

Queda na abertura em Wall Street

Wall Street operava com seus índices acionários em baixa nesta terça-feira. Na abertura, o índice Dow Jones recuava 0,20% aos 16.482 pontos. O S&P 500 perdia 0,17% a 1.881 pontos  e a bolsa eletrônica Nasdaq marcava queda de 0,26% aos 4.115 pontos.

Europa mostra fraqueza

Já na Europa, o índice das principais ações FTSEurofirst 300 indicava fraqueza na abertura desta terça-feira. O principal motivo era que a operadora de rede de telefonia móvel Vodafone, segunda maior do mundo no setor, recuava após a divulgação de US$ 11 bilhões em baixas contábeis causadas por uma forte competição e por mudanças regulatórias europeias.

O índice FTSEurofirst 300, que na última semana teve sua máxima em seis anos de 1.372 pontos, indicava variação positiva de 0,03% a 1.359 pontos.

Indo contra a queda, o Credit Suisse avançava 1,0% depois de concordar em pagar uma multa de US$ 2,5 bilhões para autoridades dos EUA por conta de um auxílio a norte-americanos na  sonegação de impostos.

Ações asiáticas sofrem pressão e foco desvia para Tailândia

Nesta terça-feira, as ações asiáticas apontaram fraqueza, apesar do desempenho consistente em Wall Street que sustentou os papéis japoneses.

Pouco antes das 08h, o índice MSCI, que agrupa as ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,37%. Contudo,  o índice japonês Nikkei foi contra a tendência de queda e fechou em alta de 0,5%, rompendo também uma sequência de quatro sessões de perdas.

Na Tailândia, os investidores asiáticos continuaram monitorando os últimos acontecimentos, depois das notícias de declaração de lei marcial por parte de forças do exército, após seis meses de protestos contrários ao governo. 

Tags: bolsa de valores, economia, investimentos, Petrobras, protestos, Tailândia, vodafone, Wall Street

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.