Jornal do Brasil

Terça-feira, 29 de Julho de 2014

Economia

Vale conduz queda do Índice Bovespa na abertura desta segunda-feira 

Europa tem mercado estável e Estados Unidos tem alta no setor de tecnologia

Jornal do BrasilRafael Gonzaga

No início desta segunda-feira (19), a Bovespa recuava, alinhada ao clima mais negativo das bolsas internacionais e conduzida para baixo pela Vale. Os índices também refletem a incerteza sobre o quadro econômico na China e a queda do preço do minério de ferro no mercado à vista do país asiático.

Por volta de 10h10, em dia de vencimento de opções sobre ações na bolsa brasileira, o Ibovespa tinha variação negativa de 0,57%, a 53.666 pontos.

Wall Street abre em queda

Na abertura desta segunda-feira, os índices acionários de Wall Street operam em baixa, com o índice Dow Jones recuando 0,22% aos 16.455 pontos.

O índice S&P 500 perdia 0,19% a 1.874 pontos e a bolsa eletrônica Nasdaq tinha queda de 0,20% aos 4.082 pontos.

De acordo com o consultor independente de investimentos Maurício Zlatkin, os Estados Unidos registram alta no setor de tecnologia, puxada pelas ações de internet. O mercado aguarda ainda o relatório do Fed, lembra Zlatkin, que deve ser divulgado na próxima quarta-feira (21), com a ata da última reunião.

Mercado na Europa sofre pressão de Astrazeneca e Deutsche Bank

As ações europeias recuavam nesta segunda-feira. O mercado estava sendo pressionado pelo grupo farmacêutico AstraZeneca, que caía depois de não aceitar uma oferta de aquisição feita pela Pfizer, e também pelo Deutsche Bank, dado que um aumento de capital pesava sobre as ações do banco.

Por volta das 8h, o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 recuava 0,61%, para 1.353 pontos, depois de atingir 1.349 pontos, o que representa seu nível mais baixo em cerca de duas semanas. O índice de blue chips da zona do euro Euro Stoxx 50 recuava 0,757% para 3.149 pontos. 

O Deutsche Bank recuava 2,28% após anunciar um aumento de capital de 8 bilhões de euros. As ações da AstraZeneca caíam 12,6%, tirando a maioria dos pontos do FTSEurofirst 300, depois da recusa de uma oferta de ações e dinheiro da Pfizer.

Zlatkin explica aponta para um mercado estável na Europa, com setor de bancos caindo e alta forte da Ryanair, a companhia de aviação econômica, que anunciou um aumento de 19% nos lucros do trimestre.

Bolsa do Japão fecha em baixa nesta segunda-feira

A Bolsa de Tóquio encerrou a sessão desta segunda-feira em baixa, diante da valorização do iene frente ao dólar. O índice Nikkei recuou 0,64%, aos 14.006,44 pontos.

Tags: astrazeneca, bolsa de valores, deutsche bank, economia, Ibovespa, investimentos, Japão, Pfizer, vale, Wall Street

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.