Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Economia

Bovespa interrompe série de quatro altas e fecha em queda de 1,17%

Ação preferencial da Petrobras cai quase 4%

Jornal do Brasil

A Bovespa fechou em queda de 1,17% nesta quinta-feira, a 53.422 pontos, e interrompeu a série de quatro altas consecutivas.

A queda foi puxada pela desvalorização das ações de Itaú Unibanco, Vale e Petrobras. A preferencial da petroleira recuou quase 4%, depois de ter acumulado alta superior a 50% em pouco mais de 30 dias.

A Vale também caiu, mesmo após as exportações e importações da China mostrarem leve crescimento em abril, contrariando as projeções de queda de economistas. A ação do Banco do Brasil também ficou entre as maiores baixas do dia. Entre os destaques negativos, também estão os papéis da GOL (PN), que recuaram 5,49%, e da BRASIL (ON), que apresentaram queda de 4,28%. 

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da BR PROPERT (ON), que avançaram 2,35%, e da NATURA (ON), que apresentaram alta de 2,24%. 

Já as principais praças financeiras da Europa fecharam em alta nesta quinta-feira, com declarações do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, ajudando a elevar o apetite por risco. Londres fechou com alta de 0,63%, a 6.839,25 pontos. Frankfurt teve alta de 0,90%, e Paris, de 1,37%.

Impulsionadas pelo maior superávit comercial na China, as bolsas asiáticas encerraram o pregão em alta. No Japão, mesmo diante de resultados corporativos abaixo do esperado, a bolsa de Tóquio devolveu a forte perda registrada ontem. Surpreendendo de forma positiva o mercado, a balança comercial chinesa mostrou que as exportações avançaram 0,9% em relação a abril do ano passado, superando a queda projetada de 3% e a retração de 6,6% verificada em março.

Em Wall Street, as bolsas fecharam sem definir tendência. O índice Dow Jones ganhou 0,20%, aos 16.550 pontos; o S&P 500 avançou 0,14%, a 1.875 pontos; e a bolsa eletrônica Nasdaq subiu 0,40%, aos 4.051 pontos.

O Departamento do Trabalho dos EUA anunciou que os pedidos semanais de seguro-desemprego no país registraram uma queda maior que a prevista na semana encerrada em 3 de maio. Em dados corrigidos das variações sazonais, as solicitações chegaram a 319.000, um retrocesso de 26.000 na comparação com a semana anterior.

Tags: baixa, Bolsa, economia, mercado, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.