Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Economia

'Le Monde': Cortes em gastos públicos na França geram incertezas

Contenção faz parte de programa de estabilidade para economizar 50 bilhões de euros

Jornal do Brasil

O jornal francês Le Monde publicou uma matéria nesta terça-feira (29) falando sobre a votação na Assembleia Nacional francesa de um programa de estabilidade para economizar 50 bilhões de euros até 2017. A proposta é que essa redução seja feita diretamente nos gastos públicos. Após a votação, o plano será encaminhado para a Comissão Europeia, que deverá fazer recomendações à França visando a construção do Projeto de Lei de Finanças de 2015.

O programa visa a atender às exigências da Comissão Europeia de redução do déficit para 3% do PIB até 2015, e o governo francês tem a intenção de implementar esse programa para cumprir essa meta. Segundo o jornal, a ideia é reduzir o déficit público a 1,3% do PIB até 2017, porém o jornal ressalta que detalhes do plano estão longe de serem aceitos de forma unânime e o modo como será feita a redução dos gastos é alvo de incertezas.

O Le Monde questionou alguns pontos dessa questão, como por exemplo se os esforços do governo estão sendo suficientes, se o plano de economia pode realmente impulsionar o crescimento e se a crescente desigualdade já alcança níveis realmente preocupantes.

Três formas de reduzir o déficit

O jornal diz que três opções são viáveis ??para reduzir o déficit público: aumento de impostos, cortes de gastos e crescimento acelerado. As duas últimas já estão previstas no programa de estabilidade.

O Le Monde afirma ainda que uma reforma de base é necessária para conter problemas estruturais, e exemplifica dizendo que países como a Suécia , Austrália e Canadá o fizeram quando implementaram planos de redução de gastos públicos.

Tags: assembleia nacional, aumento de impostos, controle de gastos, déficit público, França

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.