Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

Economia

Dólar fecha em alta de quase 1% nesta terça feira

Alta é motivada por crise na Ucrânia e desaceleração chinesa

Jornal do Brasil

O dólar à vista no balcão terminou a sessão com alta de 0,90%, a R$ 2,2370. A valorização da moeda norte-americana está relacionada a crise geopolítica na Ucrânia. O medo da desaceleração na economia chinesa também ajudou. Ambos os fatores amedrontam os investidores, que reduzem o interesse em investimentos de risco, impulsionam o dólar em relação a países emergentes ligados a commodities.

Na Ucrânia, quatro pessoas morreram na retomada de um aeroporto pelo governo. Depois que a Ucrânia se separou da Rússia, militantes pró-unificação, vem protagonizando protestos desde o final de março. 

Na China, o governo prepara medidas para estabilizar o crescimento econômico, que inclui a reforma financeira e a aprovação de projetos de infraestrutura. Nesta terça-feira (15), o PIB da China será divulgado. Especialistas acreditam que ele vai ser um pouco menor do que a meta do governo, de 7,5%. 

No final desta tarde, o dólar também tinha subido em relação à outras economias. Subiu 0,95% ante a lira turca, 0,72% em relação ao dólar australiano e 0,51% frente ao dólar neozelandês. O índice ICE Dollar, que pesa a moeda norte-americana ante seis principais rivais, tinha alta de 0,09%.

Segundo dados da clearing de câmbio da BM&FBovespa, o giro estava em torno de US$ 1,17 bilhão por volta das 16h30. E no mercado futuro, a moeda americana para maio avançava 0,97%, a R$ 2,2455.

Tags: alta do dolar, brasil, cHINA, commodities, Dólar, economia, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.