Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Economia

Energia demandada ao Sistema Interligado Nacional cai mais de 6% em março

Agência Brasil

O consumo de energia elétrica demandado ao Sistema Interligado Nacional (SIN) caiu 6,2% de fevereiro para março deste ano. Quando comparado a março do ano passado houve crescimento nos valores de carga de energia demandada ao SIN de 2,5%.

Os dados constam do Boletim de Carga Mensal de março divulgado hoje (8) pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e indicam que no resultado acumulado nos últimos 12 meses (taxa anualizada) a variação de demanda é positiva em 3,9%, em relação ao mesmo período anterior.

Considerando a integração de Manaus ao Sistema Interligado a partir do dia 9 julho de 2013 a carga demandada ao SIN atingiu 66.020 megawatts médio, indicando uma taxa de crescimento em março deste ano da ordem de 4%.

Na avaliação do ONS, a queda na demanda por energia em março foi motivada, principalmente, pelo menor número de dias úteis no mês, devido ao feriado de Carnaval, que neste ano foi em março, diferente do ano de 2013 quando ocorreu no mês de fevereiro.

Houve ainda, na avaliação do ONS, uma “possível” redução da carga industrial em março deste ano, uma vez que dados divulgados pela Sondagem da Indústria da Fundação Getulio Vargas referente ao mês, mostram redução de 0,2 ponto percentual no Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci), ao passar de 84,6% em fevereiro para 84,4% em março.

O Boletim de Carga Mensal indica, por outro lado, que no Subsistema Sudeste/Centro-Oeste os valores de carga de energia verificados em março deste ano uma variação negativa de 6,3% frente a fevereiro. Quando a comparação é feita tendo março do ano passado como base, o resultado é uma demanda positiva de 2,3%. No acumulado dos últimos 12 meses o Sudeste/Centro-Oeste apresentou variação acumulada positiva de 3,2%, em relação ao mesmo período anterior.

O boletim ressalta porém que, apesar do menor número de dias úteis ter influenciado na taxa de crescimento da carga em relação ao mesmo mês do ano anterior, a carga ajustada, que corrige esse efeito, indica que outros fatores também contribuíram para o desempenho.

“A redução do Nível de Utilização da Capacidade Instalada pode estar indicando uma diminuição da carga industrial desse Subsistema, cuja participação é de cerca de 60% da carga industrial do SIN” diz o boletim.

No Subsistema Sul, os valores de carga de energia verificados em março indicam crescimento de 4,9% em relação aos valores do mesmo mês do ano anterior. Em relação a fevereiro, a variação negativa é ainda maior que a do Subsistema Sudeste/Centro-Oeste e que média nacional: -12,1%. No acumulado dos últimos 12 meses, no entanto, o Sul apresentou crescimento de 6,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Para o Operador Nacional do Sistema Elétrico as expressivas variações negativas nos Subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e Sul em relação ao mês anterior devem-se, principalmente, “às altas temperaturas - superiores às esperadas, ocorridas no mês de fevereiro”.

No Subsistema Nordeste a demanda por energia em março foi 1,8% superior aos valores do mesmo mês do ano anterior; mas também acusa queda em relação a fevereiro: -1,3%. No acumulado dos últimos 12 meses o Nordeste apresentou crescimento de 5,3%, em relação ao mesmo período anterior.

A situação se repete nas mesmas bases de comparação também no Subsistema Norte: crescimento de 0,7% em relação a março do ano passado; queda de 0,5% quando comparada a fevereiro e elevação de 2,5% no acumulado dos últimos 12 meses, em relação ao mesmo período anterior. 

Tags: abastecimento, agência, consumo, energia, redução

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.