Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Economia

Mutirão no DF ajuda contribuintes a preencherem declaração de Imposto de Renda

Agência Brasil

Muitos contribuintes enfrentam dúvidas no momento de fazer a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Hoje (5), eles tiveram a oportunidade de esclarecê-las em um mutirão para ajudar a preencher o documento, com a participação de alunos e professores do curso de ciências contábeis da faculdade Estácio Facitec, em Taguatinga, cidade a aproximadamente 20 quilômetros de Brasília. De acordo com a organização do evento, um dos principais questionamentos foi a respeito de qual modelo de declaração é mais vantajoso, a completa ou a simplificada.

“A [declaração] completa tem as deduções legais, como despesas médicas. A simplificada dá um desconto de 20% sobre o imposto devido. A gente orienta o contribuinte a fazer pelo modelo completo, colocando as deduções, e então utilizar o próprio software  da Receita Federal para calcular em qual dos dois receberá restituição maior”, explica Jarles Randal, professor do curso de Ciências Contábeis e um dos coordenadores do mutirão.

Os contribuintes também quiseram saber que tipo de despesa poderiam listar para dedução. “Explicamos que não podiam declarar curso de inglês e que a cadeira de rodas é dedutível, mas a consulta no nutricionista, não”, diz. Outra dúvida recorrente foi sobre a faixa de renda a partir da qual é preciso declarar. Este ano, devem enviar a declaração do IR pessoas que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 25.661 em 2013. Jarles destaca que houve ainda perguntas sobre como declarar espólio e patrimônio financiado e que os contribuintes estão cuidadosos.

“O contribuinte está esclarecido, querendo prestar uma informação exata e muito preocupado com a fiscalização da Receita Federal”, comentou. Segundo ele, no último sábado (29), houve uma palestra sobre o software disponibilizado pela Receita e seu funcionamento. Hoje, além de esclarecer dúvidas pontuais, alunos e professores ajudaram os contribuintes no preenchimento individual das declarações. O professor destacou que é a primeira vez que a faculdade organiza uma iniciativa do tipo e que a intenção é tornar a atividade anual.

O atendimento personalizado ajudou pessoas como a funcionária pública Maria de Fátima Melo, 53 anos, que tinha dúvidas sobre como resolver a situação envolvendo a filha, sua dependente no IRPF, mas que completou 24 anos e terminou a faculdade no último ano. “Ela continuou dois meses [após completar 24 anos] como minha dependente no plano de saúde e estou vendo como farei”, disse ela, que recebeu consultoria do estudante de ciências contábeis Elon Meneses Oliveira, 19 anos. “A gente vê a melhor opção no caso específico que estamos atendendo”, explicou Elon.

Já o analista educacional Paulo César Bernardo, 39 anos, foi em busca de auxílio porque declarará o IRPF pela primeira vez este ano. “Não fechei e enviei [a declaração] porque não trouxe alguns dados. Mas agora estou com quase tudo salvo e vou terminar em casa. Pelo menos para mim, que não tenho a renda tão grande, foi bastante tranquilo. O mais difícil foi o plano de saúde, pois tive que resgatar toda aquela documentação do ano passado”, contou. 

A declaração do IRPF 2014 deve ser enviada até 30 de abril. Os programas para preenchimento e envio do documento podem ser baixados no site da Receita Federal. Até quinta-feira (3), 6,4 milhões de declarações haviam sido enviadas, o equivalente a 23% das 27 milhões que o Fisco espera receber este ano.

Tags: 30 de abril, contribuinte, imposto de renda pessoa física, irpf, receita federal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.