Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

Economia

Petrobras: meta de crescimento da produção é de 7,5% em relação a 2013

Estatal apresentou balanço do primeiro bimestre de 2014 e planos otimistas para até 2020

Jornal do Brasil

O balanço apresentado pela Petrobras referente aos seus investimentos no primeiro bimestre de 2014 aponta para uma produção total, ou seja, incluindo petróleo e gás, no Brasil e no exterior na ordem de 2 milhões 522 mil barris de óleo equivalente, por dia (bped). Para o ano de 2014, a estatal tem a meta de crescimento da produção de 7,5% em relação a 2013. A Petrobras divulgou também que no período de 2014 a 2018, mais 28 novas unidades de produção (UEPs) vão entrar em operação, o que vai assegurar o cumprimento dos objetivos estabelecidos.   

Com base no balanço recentemente divulgado, os investimentos da companhia em 2013 totalizaram R$ 104 bilhões 416 milhões, o que representa um aumento de 24% na comparação com 2012, quando foram investidos R$ 84 bilhões 137 milhões. No mês passado a produção total da companhia, considerando o mercado interno e internacional, foi de 2 milhões 533 mil barris diários. Essa marca aponta para uma elevação de 0,9% em comparação com janeiro deste ano, que registrou 2 milhões 511 barris/dia de óleo equivalente (boed) produzidos.

Distribuição de investimentos do Plano 2014 - 2018 da Petrobras, por segmento 
Distribuição de investimentos do Plano 2014 - 2018 da Petrobras, por segmento 

O Plano de Negócios e Gestão da Petrobras para o período 2014 a 2018 prevê investimentos totais de 220 bilhões e 600 milhões de dólares, com aplicações anuais médias de 40 bilhões 120 milhões de dólares. Segundo a Petrobras, nos anos de 2017 e 2018 a maioria dos projetos do pré-sal e da Cessão Onerosa entrará em operação. A meta está na aceleração do crescimento da curva de óleo. O pré-sal deve representar 52% da produção total de óleo em 2018, de acordo com as previsões da estatal, que vislumbra uma produção total de petróleo e gás natural no Brasil de 3,9 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) em 2018 e de 5,2 milhões de boed em 2020.

Produção de gás natural registra aumento em 2014

A produção total de petróleo e gás natural da Petrobras no Brasil, em fevereiro, foi de 2 milhões 327 mil barris de óleo equivalente por dia (boed), 0,7% acima do volume produzido em janeiro, que foi de 2 milhões 310 mil boed. Incluída a produção operada pela companhia para seus parceiros no país, o volume de fevereiro chegou a 2 milhões 476 mil boed, indicando um aumento de 1,5% na comparação com o mês anterior (2 milhões 438 mil boed).

Segundo o comunicado da empresa, a produção exclusiva de petróleo em fevereiro atingiu a média de 1 milhão 923 mil barris/dia (bopd), superando em 0,3% a produção do primeiro mês de 2014, quando foram produzidos 1 milhão 917 mil bopd. Incluída a parcela operada para as empresas parceiras, a produção de petróleo, no Brasil, chegou a 2 milhões 21 mil bopd, 1,2% acima do volume de janeiro (1 milhão 997 mil bopd).

A produção de gás natural no Brasil teve um aumento de 2,5% em fevereiro. Segundo o balanço da empresa, foram produzidos 64 milhões 85 mil metros cúbicos diários (m³/d) do produto, enquanto que em janeiro foram extraídos 62 milhões 517 mil m³/d. Com a produção de empresas associadas à Petrobras, o volume chega a 72 milhões 344 mil m³/d, o que representa uma elevação de 3,1% do nível alcançado no primeiro mês desse ano.

Segundo a avaliação da companhia, a elevação na produção se deve a operação de dois novos poços, o CA-6 e CH-5, localizados nos campos de Cascade e Chinook, no Golfo do México. Os dois poços produziram juntos 21.594 bopd em fevereiro. Antes da abertura dos poços, em janeiro, a Petrobras registrou 15.900 bopd. Os campos ainda não estão operando plenamente e as suas produções acontecem através do primeiro FPSO instalado no Golfo do México, que tem capacidade de produzir até 80.000 bpd.

No exterior, a produção de gás natural atingiu a marca de 15 milhões 534 mil m³/d, o que representa 2,5% a mais no volume produzido no mês anterior, que foi de 15 milhões 154 mil m³/d. O resultado é atribuído ao crescimento da demanda do gás boliviano pelo mercado brasileiro. A soma total da produção da estatal, incluindo o volume do exterior, em fevereiro foi de 2 milhões 534 mil boed, ou seja, 0,9% maior que em janeiro. A companhia prevê para os próximos meses um aumento ainda maior na produção total, com a abertura de três novos poços no campo de Bijupirá-Salema, operado pela Shell. Na semana passada, o campo de Araracanga, na Unidade Operacional do Amazonas (UO-AM), também começou a operar, já alcançando 400 mil m3/d de gás natural. Com isso, teve a elevação de 100 bopd na produção de líquidos.

Tags: aumento, barris, Campos, gás, Novos, Petrobras, pré-sal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.