Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Economia

IBGE: abates de bovinos, de suínos e de frango são recordes em 2013

Agência Brasil

Os abates de bovinos, de suínos e de frangos, a aquisição de leite e a produção de ovos foram recordes em 2013. O abate bovino alcançou, pelo segundo ano consecutivo, recorde na série anual,  com a marca de 34,4 milhões de cabeças abatidas. Os dados fazem parte da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais, do Leite, do Couro e da Produção de Ovos de Galinha, divulgada hoje (27), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os números indicam que as 34,4 milhões de cabeças abatidas, em 2013, significaram um crescimento de 10,6% em relação ao recorde do ano anterior, quando foram abatidas 31,1 milhões de cabeças. No ano passado, foram abatidas 36,1 milhões de cabeças de suínos, um aumento de 0,2% em relação ao ano anterior.

Também recorde, de janeiro a dezembro, foram abatidas 5,6 bilhões de unidades de frango, um aumento de 6,8% em relação ao ano de 2012. A aquisição de leite foi 23,6 bilhões de litros, um indicativo de aumento de 5,4% sobre o volume registrado no ano anterior e maior registro da série histórica iniciada em 2000.

Já a produção de ovos de galinha, em 2013 (2,7 bilhões de dúzias) mostrou um aumento de 1,7% frente a 2012. Ainda no ano passado foram adquiridas 38,43 milhões de unidades de couro, o equivalente a um aumento de 9,2% sobre 2012.

A produção de carcaças de bovinos alcançou o segundo recorde consecutivo na série histórica, com a marca de 8,2 milhões de toneladas. Esse valor foi 11,1% mais alto do que o recorde alcançado no ano anterior (7,4 milhões de toneladas).

O incremento de 3,3 milhões de cabeças bovinas abatidas em 2013, comparativamente a 2012, teve como destaque o Mato Grosso (+822.140 cabeças), Minas Gerais (+552.505), Goiás (+543.480), Pará (+269.633), Rondônia (+242.785), São Paulo (+200.467), Tocantins (+144.088), Bahia (+136.839) e Mato Grosso do Sul (+132.000). Essas unidades da federação, segundo o IBGE, também apresentaram aumento nas exportações de carne bovina in natura.

No acumulado de 2013, foram abatidos 36,1 milhões de cabeças de suínos, um aumento de 0,2% em relação ao ano de 2012. A série anual mostra que houve crescimento ininterrupto desta atividade desde 2005, culminando com novo patamar recorde. O peso acumulado das carcaças no abate de suínos alcançou 3,1 milhões de toneladas, neste caso representando queda de 1% em relação a 2012.

A região Sul respondeu por 65,1% do abate do país, com variação negativa de apenas 0,2% em relação a 2012. O Rio Grande do Sul aumentou 368.316 unidades de suínos abatidos. Em contrapartida, Santa Catarina (-314.409) e Paraná (-83.483), conjuntamente, abateram menos 397.892 unidades de suínos na comparação 2013/2012.

Tags: abate, agro, brasil, economia, pecuária

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.