Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Economia

'Wall Street Journal': Mercado de títulos retoma interesse pelo Brasil

Jornal do Brasil

Gestores de fundos norte-americanos estão de olho no mercado de títulos brasileiro, fazendo reviver um segmento que no ano passado estava entre as maiores perdas do turbilhão pelo qual passaram os países emergentes, diz matéria do The Wall Street Journal publicada nesta quarta-feira (26). A matéria aponta os impasses que o Brasil enfrenta e as motivações dos investidores. Eles se dizem atraídos pelos títulos brasileiros devido aos altos rendimentos e risco relativamente baixo, comparados com o oferecido por nações desenvolvidas.

Os títulos do governo brasileiro denominados em real garantiram retorno de 3% aos investidores neste ano, aponta o WST, a terceira melhor performance atrás da Indonésia e da Tailândia, entre 15 países de um índice do J. P. Morgan com economias emergentes.  A parcela dos títulos brasileiros segurados por estrangeiros pulou para uma alta de quatro anos de 16,5% em janeiro, de acordo com dados do J.P. Morgan.

A taxa básica de juros do Brasil, acrescenta, está em 10,75%, enquanto a do México está em 3,5% e da Nigéria 12%, segundo dados da J.P. Morgan. Para Bryan Carter, gerente de portfólio da Acadian Asset Management, consultado pelo jornal americano, o Brasil é o caso mais claro de mispricing – quando algo não tem o preço merecido – entre os mercados emergentes. Recentemente, Carter aumentou o percentual de títulos brasileiros em seu portfólio para 13%.

A situação atual do mercado, analisa a publicação, mostra como o desejo dos investidores por geração de renda tem impulsionado a demanda por títulos de maior risco, em um momento em que ativos seguros oferecem retornos parcos. Títulos de cinco anos do Brasil renderam 12.810% a partir de segunda-feira, comparado com os 1.734% nos títulos norte-americanos.

O apetite por novos títulos dos investidores tem permitido então que mutuários em dificuldades levantem novos débitos – o que contrasta com a crise anterior dos emergentes, quando o mercado de títulos fechou suas portas para companhias e países em desenvolvimento.

Para o jornal, os rendimentos brasileiros são altos, em parte, devido a depreciação de 15% do real em frente ao dólar no último ano e a inflação anual de 6%, que puxaram os preços dos títulos para baixo. “Rendimentos aumentam quando os preços caem.”

O programa de intervenção do Banco Central, iniciado no ano passado para estabilizar o real, que tinha sido apreciado em 2,2% frente ao dólar, também ganhou destaque na matéria do Wall Street Journal.  O BC aumentou a taxa de juros por oito reuniões consecutivas, e ainda é amplamente esperado que realize novo aumento na próxima reunião, marcada para 2 de abril.

“A noção de crise no Brasil diminuiu”, disse Gorky Urquieta, co-chefe de dívida de mercados emergentes da Neuberger Berman, ao jornal. Para ele, estamos em um ambiente mais saudável. “Para ser certo, muita incerteza permanece”, pondera o jornal, no entanto. 

A seca nos reservatórios que o país tem enfrentado, “a pior em décadas”, com possibilidade de aumento nos preços, deve afetar a inflação. O crescimento também deve se manter baixo, assim como a economia do Brasil quase entrou em recessão no ano passado, diz o jornal. Outros desafios incluem os planos do Brasil de receber a Copa do Mundo em junho e realizar eleições em outubro, uma sequência que alguns analistas veem como motivos para desencorajar o governo de realizar cortes de custos que seriam necessários.

Outros investidores no Brasil também estão comprando ações, não títulos. Mark Mobius, presidente executivo do Templeton Emerging Markets Group, declarou em entrevista na segunda-feira que está especialmente interessado em ações relacionadas ao consumo brasileiro, enquanto o aumento dos salários deve liderar um crescimento do consumo doméstico – uma tendência que poderia atingir os detentores de títulos, cujos investimentos costumam ter melhor desempenho em ambientes de lento crescimento.  

Tags: ações, brasileiros, Street, Títulos, Wall

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.