Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Julho de 2014

Economia

Programa de estímulo monetário do Japão é criticado pela mídia internacional

Jornal do Brasil

A situação político-econômica do Japão foi assunto na mídia internacional essa semana. Uma reportagem Project Syndicate criticou o programa de estímulo monetário e fiscal de reformas estruturais, lançado pelo primeiro ministro Shinzo Abe em 2012. Segundo o Project Syndicate, a repercussão da proposta teve forte impacto na autoconfiança do japonês. Ainda de acordo com a publicação, o Produto Interno Bruto (PIB) do Japão passou de -3,6%, em 2011, para -0,9%, em 2013.

A reportagem questionou a postura nacionalista de Abe. Segundo a publicação, o patriotismo do primeiro ministro está ligado à sua história e não às suas atitudes. Entre as medidas controversas do primeiro ministro, o Project Syndicate apontou a visita ao Santuário Yasukuni, apesar das objeções chinesas e coreanas. Ainda de acordo com a reportagem, Abe ilude o povo japonês, criando uma história sobre como o povo pode fazer parte de um país bem sucedido.

A publicação fez uma revisão do histórico econômico do Japão, lembrando as crises financeiras e as medidas adotadas para contê-las. Segundo a reportagem, o maior destaque japonês, a tecnologia, é o principal trunfo para enfrentar as crises. Contudo, o texto alerta para a força do empreendedorismo, que está construindo outras formas de tecnologia, igualmente fortes e potentes, que podem concorrer com o produto japonês.

A reportagem definiu as oscilações políticas como a principal causa de definição das narrativas econômicas. Contudo, o Project Syndicate disse ainda que, nem mesmo os líderes com imagem nacionalista, como Abe, são capazes de gerenciar a história da crise econômica em seus países. E finalizou “Mas isso não exclui a necessidade de tentar”.

Tags: Japão, PIB, project syndicate, santuário yasukuni, shinzo abe

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.