Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Economia

Governo terá que explicar aval à dívida argentina

Câmara poderá convocar assessores de Dilma

Jornal do Brasil

Assessores da presidente Dilma Rousseff poderão ser convocados pela Câmara dos Deputados para dar explicações sobre aval dado à dívida da Argentina com fundos de investimentos dos Estados Unidos. A informação foi divulgada nesta terça-feira (18) pelo jornal Correio Braziliense afirmando que o governo se declarou “amicus curiae” em carta endereçada aos credores no processo movido em Nova York. O termo, de acordo com a matéria assinada por Rosana Hessel, define o interesse de pessoa ou instituição em processo do qual não faz parte.

A convocação da Câmara, segundo o jornal, poderá ocorrer esta semana. Na disputa dos fundos com a Argentina, afirma a matéria, o Brasil se apresentaria como fiador do governo de Cristina Kirchner, que responde à ação por ter dado calote nos credores. Ontem, a Moody’s rebaixou a nota dos títulos argentinos, devido à queda das reservas do país.

O Brasil, segundo o Correio Braziliense, protocolou a iniciativa na última sexta-feira na Corte de Nova York. A medida foi confirmada pelo advogado da embaixada brasileira em Washington aos representantes dos fundos. “Se fizer isso, o governo estará pedindo para ser rebaixado antes da eleição”, alertou o economista-chefe da MB Associados, Sergio Vale em entrevista para a matéria. 

O ministro-interino do Desenvolvimento (Mdic), Mauro Borges, e o assessor da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, se reuniram com autoridades argentinas em Buenos Aires na sexta-feira passada para definir o aval. A assessoria de Marco Aurélio, segundo o Correio Braziliense, não comentou o assunto. A do Mdic negou que a garantia  tenha sido discutida. 

Tags: ação, advogado, assunto, Embaixada, Jornal, semana

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.