Jornal do Brasil

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Economia

IPC-S recua e fecha em 0,66% na última semana de fevereiro

Agência Brasil

A inflação medida pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) fechou fevereiro com alta de 0,66%. O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), divulgado hoje (6), mostra queda de 0,03 ponto percentual na comparação com a última apuração, quando a taxa ficou em 0,69%. O indicador acumula alta de 1,65% neste ano e 5,95% nos últimos 12 meses.

Três das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram decréscimos. A queda mais expressiva ocorreu no item educação, leitura e recreação, que passou de 1,56%, na terceira medição de fevereiro, para 0,5%. O destaque nessa classe de despesa ocorreu no custo de cursos formais, cuja taxa passou de 1,6% para 0%.

Também houve decréscimo nos preços do grupo saúde e cuidados pessoais, que passou de 0,59% para 0,5%, e os itens relacionados a despesas diversas (de 2% para 1,07%). Os artigos de higiene e cuidado pessoal (de 1,06% para 0,59%) e cigarros (de 4,1% para 1,89%) foram os de maior relevância em cada uma dessas classes de despesa, respectivamente.

Os demais segmentos registraram taxas maiores em fevereiro. No grupo alimentação (de 0,61% para 0,82%), o custo das hortaliças e legumes foi o mais relevante, passando de -0,25% para 2,94%. A tarifa de ônibus urbano (1,01% para 1,43%) pressionou o resultado da classe de despesa transportes (de 0,58% para 0,76%).

Os grupos habitação (de 0,68% para 0,75%), vestuário (de 0,1% para 0,17%) e comunicação (de 0,24% para 0,28%) também apresentaram avanço das taxas. Os maiores destaques ficaram por conta das despesas com empregados domésticos (de 1,81% para 2,05%), roupas masculinas (de -0,86% para -0,27%) e pacotes de telefonia fixa e internet (de 0,11% para 0,32%), respectivamente.

Tags: brasil, economia, FGV, índice, inflação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.