Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Economia

Soja avança sobre especulação de que cultura podia ser menor no Brasil

Jornal do Brasil

A soja avançou sobre a especulação de que a cultura no Brasil, o maior exportador do mundo, pode ser menor do que o estimado depois do tempo seco registrado nas últimas semanas. O milho estendeu os ganhos ao nível mais alto desde setembro. O contrato de soja para entrega em maio é de 0,8%, para 13,36 dólares por bushel na Bolsa de Chicago, antes de negociar a 13,335 dólares em Cingapura. O milho para entrega em maio teve um aumento de 0,4%, para 4,525 dólares por bushel e estava em 4,5225 dólares. A reportagem foi publicada nesta terça-feira (18/2), no portal internacional Businessweek On Line.

A onda de calor do Brasil, que teve a mais seca estação em décadas, prejudicou produtos agrícolas como o café e o açúcar, e sinalizou ao pesquisador AgRural para reduzir a sua previsão de safra de soja para 87 milhões de toneladas métricas de 88,8 milhões de toneladas. As perdas podem aumentar, se as condições não melhorarem, disse outro pesquisador ao Agroconsult, que também reduziu sua estimativa, segundo relatou a empresa em 14 de fevereiro. O Brasil é também o maior exportador de milho do mundo, depois de os Estados Unidos.

"As condições de seca parecem ter tomado a sua influência sobre a safra de soja," disse Vanessa Tan, analista de investimentos da Phillip Futures Pte. "A perspectiva é bastante otimista para a soja." Gestores de fundos de hedge e outros grandes especuladores aumentaram a sua posição na compra líquida, ou as apostas por preços mais altos, de até 15% em Chicago, estimativas da soja na semana de 11 de fevereiro, de acordo com dados EUA Commodity Futures Trading Commission. Posições especulativas em desvantagem registraram calções por 189.763 contratados, o maior desde outubro de 2012.

O trigo para entrega em maio subiu 0,4%, para 5,9875 dólares por bushel. Não havia comércio ontem, por causa do feriado de Presidentes dos EUA.

Tags: Bolsa, bushel, chicago, especulação, exportador

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.