Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

Economia

Inflação cai em 7 capitais do país

Agência Brasil

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) recuou em todas as sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas. Em comunicado divulgado hoje (18), a instituição informa que a queda do índice foi mais intensa no Recife, em Salvador e São Paulo.

O IPC-S calcula a variação de preços de produtos e serviços de maneira quadrissemanal, com fechamentos nos dias 7, 15, 22 e 30 de cada mês.

Arrecadação crescerá 2,3% acima da inflação no trimestre

Na capital pernambucana, o IPC-S da segunda semana de fevereiro atingiu 0,68%, ante a taxa de 1,02% registrada na semana anterior. De acordo com a Fundação Getulio Vargas, a queda foi influenciada pela desaceleração das taxas de variação em cinco das oito classes de despesas que compõem o índice. Os destaques foram educação, leitura e recreação (de 3,40% para 1,96%) e alimentação (de 1,30% para 0,39%).

Em Salvador, o índice registrado na segunda semana de fevereiro chegou a 0,69%, contra a taxa de 0,98% na primeira apuração do mês. Seis das oito classes de despesas registraram queda em suas taxas, com destaque para educação, leitura e recreação (de 3,91% para 2,24%) e transportes (de 0,90% para 0,39%).

Já em São Paulo, o IPC-S da segunda semana deste mês ficou em 0,72%, contra a taxa de 0,98% apurada na primeira semana. As taxas também caíram em seis das oito classes de despesas pesquisadas. As maiores contribuições foram dos grupos educação, leitura e recreação (de 4,49% para 3,06%), despesas diversas (de 4,60% para 3,92%) e alimentação (de 0,77% para 0,57%).

Em Brasília, a variação do IPC-S na segunda semana de fevereiro alcançou 0,70%, ante 0,84% na medição anterior; no Rio de Janeiro, a taxa chegou a 1,05%, contra 1,18%; em Belo Horizonte, a taxa ficou em 0,96%, ante 1,08%; e em Porto Alegre, em 0,62% contra 0,66%.

Tags: arrecadação, crescerá, índice, preços, trimestre

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.