Jornal do Brasil

Sábado, 21 de Abril de 2018 Fundado em 1891

Economia

Governo considera adequado andamento do projeto do trem de alta velocidade

Jornal do Brasil

Apesar de ter tido o leilão adiado, o projeto do trem de alta velocidade (TAV) aparece no balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) com o carimbo de adequado. Segundo o documento, a modelagem econômico-financeira da concessão já foi aprovada e foram realizadas audiências públicas para discutir o projeto.

Em agosto do ano passado, o governo adiou em um ano a primeira etapa do leilão do TAV, que deverá ligar as cidades do Rio de Janeiro, de São Paulo e Campinas. O leilão estava marcado para o dia 19 de setembro. Antes disso, já tinha sido adiado duas vezes.

O governo usa uma espécie de selo para identificar o andamento das obras do PAC: concluído, adequado, atenção e preocupante. A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, explicou que o selo é utilizado para o monitoramento das ações. “É um indicador adotado por outros governos e pelo setor privado para identificar as ações que precisam ter um melhor acompanhamento para resolver os problemas mais sérios. Depois que os problemas são resolvidos, ele recebe a sinalização de verde”, disse, durante o balanço dos três anos do PAC 2.

Segundo o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o Eixo Transportes do PAC 2 investiu R$ 43,8 bilhões em 3 mil quilômetros de rodovias em todo o país e 639 quilômetros em ferrovias. No setor de portos, foram concluídos 21 empreendimentos. A capacidade dos aeroportos aumentou em 15 milhões de passageiros por ano, com a conclusão de 22 obras.

A Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) é considerada com ritmo preocupante, devido a uma suspensão cautelar do Tribunal de Contas da União (TCU) que impede a execução dos contratos de dois lotes. As ferrovias Nova Transnordestina e o trecho sul da Ferrovia Norte-Sul estão com o carimbo de atenção.

O ministro dos Transportes, César Borges, disse que o governo pretende entregar neste ano o trecho entre Palmas e Anápolis. Segundo ele, nesta semana uma composição fez o trajeto completo nos 850 quilômetros do trecho, para transporte de material da própria obra. O trecho da extensão sul, de 682 quilômetros, está com 53% concluídos, de acordo com o ministro.

“Estamos acompanhando de forma detalhada a execução dessa obra, que tem pontos críticos como pontes, mas está avançando bem na sua infraestrutura”, disse Borges. A obra está sendo executada pela estatal Valec.

Agência Brasil


Tags: Transportes, balanço, cronograma, pac, tav

Compartilhe: