Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

Economia

TIM Participações fecha 2013 com receita de R$ 20 bilhões

Agência ANSA

A operadora de telefonia móvel brasileira TIM Participações concluiu o ano de 2013 com uma receita líquida de R$ 19,9 bilhões, o que representa um crescimento de 6,2% em relação ao ano anterior. Boa parte desse desempenho deve-se à arrecadação com os serviços de dados, que evoluiu 21,5%, chegando a R$ 5,4 bilhões. Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou em R$ 5,2 bilhões e o lucro líquido chegou a R$ 1,5 bilhão, ambos com uma elevação de 4%.    

"Agora estamos muito mais preparados para o próximo salto, que será o intenso desenvolvimento dos serviços de dados", comentou o CEO da companhia, Ricardo Abreu. Segundo o executivo, os principais desafios da empresa para 2014 serão o aumento da sua base de clientes, tendo como meta a liderança no mercado nacional, e o lançamento de soluções inovadoras para ampliar a qualidade e a cobertura da sua infraestrutura.    

Em meio aos boatos de que será vendida pela sua controladora, a Telecom Italia, a TIM garante que permanece empenhada na realização do seu plano industrial trienal. "No final de 2013 existiam muitas notícias e especulações sobre o nosso futuro e de um eventual movimento de consolidação no mercado brasileiro. Mas temos consciência da grande importância da operação brasileira para a Telecom Italia e as outras partes interessadas", declarou Abreu, acrescentando que os rumores não vão afetar os projetos da companhia.    

Desde que a Telefónica, que no Brasil é dona da Vivo, aumentou sua participação na Telco, que detém 22,4% da Telecom, a TIM tem sido alvo de especulações sobre uma possível venda. No final do ano passado, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) multou o grupo espanhol em R$ 15 milhões por conta do negócio e determinou que ele reduza o seu controle sobre o setor de telefonia móvel brasileiro.    

Recentemente, o bilionário egípcio Naguib Sawiris declarou seu interesse na TIM, mas ainda não chegou a oficializar nenhuma proposta pela operadora. Nesta sexta-feira (14), em uma conferência telefônica, Abreu afirmou que a empresa tem um papel estratégico para a Telecom. "Eles não têm interesse em vendê-la", declarou o executivo, segundo a agência Bloomberg. O CEO também garantiu que não há nenhuma negociação em curso.

Tags: balanço, economia, empresa, telefonia, tim

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.