Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Economia

Dilma: plano de armazenamento vai mudar a face do agronegócio no país

Jornal do Brasil

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (11), ao abrir a colheita da safra de grãos 2013/2014 no Mato Grosso, que o plano de armazenagem lançado pelo governo federal no ano passado pode fazer uma transformação no campo, impulsionando ainda mais o agronegócio brasileiro. “Mudaremos a face do agronegócio, quanto mais investirmos em armazenamento” para acabar com o déficit do país neste setor, disse ela.

O plano prevê a concessão de R$ 5 bilhões por ano para garantir que, depois da plantação e da colheita, a produção não tenha perdas por falta de estocagem. A presidente Dilma disse ter pressa em agilizar o programa. E que verificou, após o seu lançamento, que os créditos não estavam sendo tomados com a rapidez desejada junto ao Banco do Brasil.

Dilma participa no Mato Grosso da abertura da colheita de grãos
Dilma participa no Mato Grosso da abertura da colheita de grãos

“Então eu queria mais. Com o que está saindo não é suficiente. Fizemos [então] uma campanha para que vocês [produtores] tomassem esse crédito para armazenagem, que é um dos [com juros] mais razoáveis do país. Vamos romper com os gargalos da infraestrutura – e armazenagem é um desses gargalos”.

Em Mato Grosso, a presidente destacou ainda a definição do novo modelo de portos, que contou com a contribuição das associações de produtores rurais. “Depois de 1808, abrimos os portos às nações amigas, que não eram a Inglaterra e a França, mas o nossos produtores, a iniciativa privada”, disse.

O novo modelo pôs fim à restrição de que os portos privados só podiam operar com carga própria e hoje eles também podem ter carga geral. Grande número de terminais de uso privativo hoje opera desta forma. Também foi possível modernizar portos públicos por meio de arrendamentos à iniciativa privada.

Ela destacou o estado de Mato Grosso como exemplo do grande esforço que está sendo feito para avançar na integração entre modais rodoviários, portos e ferroviários. “Ter modais integrados é muito importante”, enfatizou.

Tags: Abertura, agrícola, presidente, recorde, Safra

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.