Jornal do Brasil

Sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

Economia

Inadimplência tem leve alta de 0,1% em janeiro

Agência IN

A variação mensal de novos registros de inadimplência de consumidores teve leve alta de 0,1% em janeiro de 2014, descontados os efeitos sazonais, de acordo com dados nacionais da Boa Vista Serviços, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Apesar do aumento discreto, o indicador obteve queda na relação interanual (1,7%) e o acumulado do indicador nos últimos 12 meses apresentou queda de 0,9%.

O valor médio das dívidas incluídas neste último mês foi de R$ 1.276, após a realização de ajustes de sazonalidade e inflação.

O comportamento da inadimplência ainda reflete a continuidade de fatores favoráveis como aumento dos rendimentos reais e baixo desemprego. Em 2013, houve um ajuste do mercado de crédito, tornando-o mais saudável, com credores mais seletivos, por um lado, e consumidores mais cautelosos em relação ao uso do crédito, por outro.

Em janeiro de 2014, os indicadores das regiões Sul e Centro-Oeste foram os únicos que caíram, respectivamente 5,3% e 0,7% – apurados os efeitos sazonais. Na contramão deste movimento, as demais regiões apresentaram aumento da inadimplência: Norte (4,8%), Nordeste (1,8%) e Sudeste (0,5%).

Ao confrontar o resultado acumulado nos últimos 12 meses ao período correspondente do ano anterior, a região Sudeste ainda continua sendo a única a apresentar retração (-4,0%), trazendo o indicador geral para baixo. As elevações mais relevantes ocorreram no Nordeste (6,4%) e no Norte (4,1%), desacelerando com relação ao mês anterior, quando apresentaram altas de 7,3% e 5,0%, respectivamente.

Quando considerado apenas o setor de varejo, o indicador de abrangência nacional apresentou alta de 3,6% entre janeiro e dezembro, descontados os efeitos sazonais. Dentre as regiões, a que mais se destacou no mesmo tipo de análise foi Centro-Oeste, com alta de 7,3%. No Sul e Sudeste, houve alta de 4,5% e 4,4%, respectivamente, enquanto para as demais regiões, Norte e Nordeste, as altas foram moderadas: 2,0% e 0,1%.

Tags: Boa Vista, calote, economia, famílias, serviços

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.