Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Julho de 2014

Economia

Dois bancos brasileiros estão entre os que mais perderam valor em 2013

Apesar das baixas, Bradesco e Itaú ficaram entre as 25 marcas mais valiosas do mundo

Portal Terra

Os mercados emergentes sofreram muito, segundo ranking das 500 marcas de bancos mais valiosas elaborado pela Brand Finance em parceria com revista inglesa The Bank. O motivo ressaltado pelo levantamento foi o aprofundamento das preocupações sobre as perspectivas para suas economias. 

No Brasil, o Bradesco e o Itaú viram suas avaliações caírem 22% e 20%, respectivamente, mas mesmo assim ficaram na  lista das 25 marcas mais valiosas do mundo. O Banrisul está em segundo lugar na lista de bancos que mais perderam posições, ele foi do 243º lugar em 2013 a 323º (US$ 309 milhões) em 2014. O J. Safra (US$ 320 milhões), por sua vez, saiu do 362º lugar para o 404º. Já o Itaú ficou na  lista das 25 marcas mais valiosas.

Além de Bradesco, Itaú e Banco do Brasil, outros brasileiros aparecem na lista das 500 marcas de bancos mais valiosas do mundo: a Caixa (49ª colocação, US$ 4,759 bilhões); Banco do Nordeste (335ª, US$ 288 milhões); BRB (454ª, US$ 173 milhões) e Banco Panamericano (481ª, US$ 159 milhões).

Em nota, o CEO da Brand Finance para a América Latina, Gilson Nunes, afirmou que o Bradesco demonstrou em 2013 uma notável gestão no controle dos custos e da inadimplência, liderando na América Latina. Sobre a presença do Itaú na lista dos mais valiosos, o executivo credita “ao empenho do banco para se posicionar como marca financeira internacional, e por ter adotado, também, maior rigor na concessão de financiamentos”.

Segundo o estudo, instituições europeias se saíram muito bem, levando em consideração suas projeções de resultados e a percepção de seu grau de risco - ambos elementos importantes de avaliação de marcas -. Com a melhora da crise da zona do euro, muitos deles tendo aumentado seus níveis de capital. "Os preços das ações espelham muito a saúde dos bancos e capitalizações de mercado", diz Bryn Anderson, diretor de operações da Brand Finance, consultoria que fez a pesquisa para o ranking.

Os bancos dos EUA conseguiram aumentar suas avaliações de US$ 174 bilhões para US$ 194 bilhões, garantindo que mais uma vez a liderança no ranking (China, em segundo lugar, tem um valor total da marca de US$ 113 bilhões). Bancos do Reino Unido viram suas avaliações aumentarem 18%, para US$ 76 bilhões, enquanto os credores alemães tiveram um aumento de 14%, para US$ 32 bilhões.

Tags: bancos, brasil, lucros, marcas, ranking

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.