Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Economia

Fundo suíço compra Glória Palace de Eike Batista

Jornal do Brasil

A Rex e o fundo suíço Acron assinaram um contrato de compra e venda integral do Hotel Glória, que pertencia ao empresário Eike Batista, neste sábado (1/2). As informações foram divulgadas na coluna “Negócios&Cia”, do jornal carioca O Globo. Ainda não se sabe qual a operadora hoteleira que vai administrar o hotel. Há um ano, as obras de remodelação do Hotel Glória estão paradas e aguardavam a chegada de um novo investidor. 

>> Herança de Eike chama a atenção da imprensa internacional. As obras inacabadas

>> Paralisação de obra do Hotel Gloria será questionada por Conselho de Arquitetura

>>Hotel Glória: a maior degradação pública da cidade do Rio

>> Eike Batista põe hotel Glória Palace à venda

>> Eike Batista: o império em decadência

O projeto do Glória Palace previa a construção de 346 quartos, restaurantes de alta gastronomia, lojas de grife, academia e piscina com vista da Baía da Guanabara. A intenção de Eike Batista era colocar no hotel na lista dos dez melhores do mundo. Antes da queda do Império X, Eike foi beneficiado, no ano de 2010, com a liberação de R$ 190,6 milhões do fundo ProCopa, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para a restauração do hotel. 

Nessa época, a previsão era de que o Glória Palace fosse inaugurado em abril de 2014, mas esse prazo foi adiado para dezembro de 2015, conforme publicado no Portal Transparência da Controladoria Geral da União (CGU). Segundo o BNDES, desse total concedido ao grupo de Eike Batista, houve uma liberação de R$ 50 milhões. 

Tags: BNDES, contrato, eike, hotel, venda

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.