Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Economia

Aneel aprova reajustes de tarifas de energia em SP e na PB

Agência Brasil

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (30) o reajuste tarifário de distribuidoras de energia localizadas em municípios do interior de São Paulo – Companhia Jaguari de Energia (CJE), Companhia Luz e Força Mococa (CLFM), Companhia Leste Paulista de Energia (CPFL Leste Paulista), Companhia Luz e Força Santa Cruz (CFLSC) e Companhia Sul Paulista de Energia (CPFL Sul Paulista) – e da Paraíba. As novas tarifas entrarão em vigor a partir dos dias 3 e 4 de fevereiro.

Para os consumidores residenciais de baixa tensão no interior paulista, a empresa que apresentará maior índice de reajuste é a CLFSC (30,64%). A CJE terá aumento de 14,21%, enquanto a Sul Paulista aumentará em 0,33% as tarifas. A  CLFM e a Leste Paulista reduzirão suas tarifas em -7,65% e -3,35%, respectivamente.

Esses percentuais de reajuste têm por base a variação do IGP-M, índice que mensura a inflação do período, o aumento do custo dos Encargos de Serviços do Sistema (ESS) e os gastos que as distribuidoras tiveram com compra de energia. De acordo com a Aneel, no caso da CPFL Santa Cruz, o impacto maior do reajuste se deve a aspectos como custos que a distribuidora teve com compra de energia e atraso na aplicação da revisão tarifária da empresa aprovada em 2013, mas com data contratual de 2012.

Para os consumidores cativos, cujo preço final resulta de um mix de contratos de longo prazo, os reajustes variarão entre -16,85% (CLFM Mococa, para consumidores de alta tensão) e 29,86% (CLFSC, para consumidores de baixa tensão).

Também foi aprovado o aumento de 6,7% da tarifa de energia para consumidores residenciais atendidos pela Energisa Borborema Distribuidora de Energia (EBO), que atende a 187 mil unidades consumidoras localizadas em Campina Grande (PB) e outras cinco cidades do interior do estado. Para os consumidores cativos a variação será 6,86%, para os de baixa tensão, e -1,84% para os de alta tensão. As novas tarifas entrarão em vigor a partir do próximo dia 4.

Tags: agência, aumentos, elétrica, energia, nacional, preços

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.