Jornal do Brasil

Sábado, 29 de Novembro de 2014

Economia

Investimento estrangeiro cai 3,9%, mas segue em alta histórica no Brasil

Jornal do Brasil

Relatório da agência da ONU para o Comércio e Desenvolvimento (Unctad), divulgado nesta terça-feira, mostra que os investimentos estrangeiros diretos (IED) no Brasil caíram 3,9% em 2013 em comparação com o ano anterior, mas se mantiveram em um nível historicamente alto.

O Brasil recebeu no ano passado US$ 63 bilhões em IED - que é considerado por muitos economistas o "investimento bom", já que esse dinheiro vem do exterior para a construção de fábricas, infraestrutura, empréstimos internos feitos por multinacionais e fusões e aquisições de empresas. No ano anterior, havia recebido US$ 65 bilhões.

O relatório da Unctad destaca que os IED subiram 11% no ano em todo o mundo, atingindo US$ 1,46 trilhão. O Brasil caiu da 4ª posição para a 7º no ranking mundial dos maiores recebedores em 2013. O País também teve a pior variação entre os Brics (grupo que reúne ainda a Rússia, a China, a Índia e a África do Sul).

Entre 2000 e 2006, o Brasil recebeu em média US$ 20 bilhões por ano. Desde 2011, a média é três vezes maior - superior a US$ 60 bilhões. Segundo a Unctad, o Brasil segue uma tendência de queda de IED verificada na América do Sul. O subcontinente viveu nos últimos três anos um "boom" provocado por altos preços de commodities que estaria chegando ao fim. Na Argentina e no Paraguai, houve queda de 13% e 32%, respectivamente.

Tags: dados, economia, estrangeiros, onu, país, unctad

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.