Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Economia

Ibovespa perde 4,52% em 2014

Agência Brasil

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), caiu 1,04% no pregão de hoje (17) e marcou 49.181 pontos, depois de fechar 665.497 negócios no valor de R$ 5,25 bilhões. Com isso, a BM&FBovespa acumula perdas de 4,52% nos 12 dias úteis de 2014, até agora, e retorna ao patamar de agosto do ano passado.

O que mais pesou para derrubar o mercado de ações nesta sexta-feira foi a divulgação do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) de novembro de 2013, que teve retração de 0,31% em relação a outubro, mais forte do que as expectativas dos analistas financeiros. Fator que afetou, principalmente, os papéis de empresas construtoras, de bancos e, em menor volume, as ações da Vale e da Petrobras, que têm maior peso relativo no pregão.

O anúncio da Confederação Nacional da Indústria (CNI) de que o faturamento da indústria caiu 1,8% em novembro do ano passado, comparado ao mês anterior, também contribuiu para aumentar as incertezas da véspera, quando o Ibovespa havia perdido 0,82%.

Em sentido contrário, as bolsas da Europa e dos Estados Unidos fecharam em alta, depois que o Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano, divulgou que a produção industrial dos Estados Unidos se recuperou 3,7% em relação a 2012. Anúncio que influenciou também a valorização do dólar no mercado internacional.

A cotação da moeda norte-americana foi puxada para baixo pela atuação forte do Banco Central (BC), que vendeu US$ 197,9 milhões em swap cambial tradicional (equivalente à venda futura de dólares), com vencimento em 1º de setembro deste ano, e ofereceu lote de 25 mil swaps para rolar contratos que vencem no próximo dia 3, no valor de US$ 11,028 bilhões. O BC não informou quanto conseguiu colocar no mercado.

As ações contribuíram para o dólar perder 0,82% e encerrar o pregão de hoje cotado a R$ 2,346 para venda. No ano, a moeda norte-americana mantém-se estável, com perda de 0,48%.

Tags: baixa, Bolsa, economia, mercado, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.