Jornal do Brasil

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Economia

Número de recalls no Brasil cresce 62% em um ano

Jornal do Brasil

Dados divulgados nesta quarta-feira pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) mostram que a quantidade de campanhas de recall feitas no país cresceu 62% entre 2012 e 2013. Só no ano passado, foram feitas 109 campanhas para produtos que apresentaram algum tipo de defeito, um número recorde. Em 2012, houve 67 anúncios de recall.

Os automóveis e caminhões, com 61, lideram a lista de produtos que fizeram parte desses avisos em 2013, seguidos pelas motocicletas (nove) e bicicletas (seis).

Houve também seis recalls para cadeiras plásticas e quatro para cadeiras infantis no ano passado em todo o país, além de anúncios sobre bebidas (quatro), brinquedos (quatro), peças e componentes mecânicos (quatro), entre outros itens com defeito.

Segundo a secretária nacional do Consumidor, Juliana Pereira da Silva, em 2003, quando o Ministério da Justiça começou a registrar os procedimentos, houve 33 campanhas de recall. “A maior articulação do sistema de fiscalização e monitoramento impôs uma mudança de postura das empresas, estimulando o chamamento e a diversidade de produtos a oferecerem o recall”, disse Juliana.

Para a secretária, o desafio é também estimular os consumidores a atender o chamamento das empresas e realizar o atendimento. “Essa média de 60% é muito baixa. O consumidor leva em conta o valor agregado e a descartabilidade dos produtos, por isso o maior percentual de atendimento é para recall de veículos. Atendimento de 100% é minoria”, disse Juliana.

Com Agência Brasil

Tags: atendimento, consumidor, produtos, reclamação, senacon

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.