Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Economia

Copom eleva taxa de juros para 10,5% ao ano

Aumento foi de 0,5 ponto percentual

Jornal do Brasil

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central elevou nesta quarta-feira a taxa de juros para 10,5% ao ano, sem viés. O reajuste foi de 0,5 ponto percentual.

Foi o sétimo aumento seguido de abril do ano passado até hoje. De outubro de 2012 a abril de 2013 a taxa permaneceu em 7,25%, no nível mais baixo desde que o Copom foi criado, em junho de 1996.

Segundo a nota divulgada após a reunião do Copom, a decisão veio em linha com o processo de ajuste da Selic, iniciado na reunião de abril de 2013.

>> CNDL e SPC Brasil reprovam novo aumento da taxa de juros

>> Copom: Firjan insiste em redução de gastos públicos para frear inflação

>> Taxa para financiar carro deve subir cerca de 2%

>> Brasil tem o maior juro real do mundo

Votaram pelo aumento os seguintes membros do Comitê: Alexandre Antonio Tombini (Presidente), Aldo Luiz Mendes, Altamir Lopes, Anthero de Moraes Meirelles, Carlos Hamilton Vasconcelos Araújo, Luiz Awazu Pereira da Silva, Luiz Edson Feltrim e Sidnei Corrêa Marques.

O avanço de 0,5 ponto percentual, para 10,5% ao ano, era previsto por alguns economistas. Para eles, o BC vai manter o aperto monetário devido ao resultado do IPCA. Já o mercado financeiro esperava uma alta de 0,25 ponto percentual, segundo Pesquisa Focus da autoridade monetária divulgada na segunda-feira.

O presidente do BC, Alexandre Tombini, disse que a inflação mostrou resistência "ligeiramente acima" do esperado. "Essa resistência da inflação, em grande medida, se deveu à depreciação cambial ocorrida nos últimos semestres, a custos originados no mercado de trabalho, além de recentes pressões no setor de transportes".

Tags: aumento, comitê, economia, monetária, política

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.