Jornal do Brasil

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

Economia

Embalagens e insumos complementares são incluídos no Cartão BNDES

Agência Brasil

A inclusão de embalagens prontas entre os itens que podem ser adquiridos pelas micro e pequenas empresas por meio do Cartão BNDES, no portal de operações do banco pela internet (www.cartaobndes.gov.br), foi avaliada como positiva pelo secretário executivo da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Rio de Janeiro (Facerj), Lédio Alencar Ferreira.

“Eu acho muito bom”, disse Ferreira. Ele ressaltou que “tudo que puder fomentar o desenvolvimento das micro e pequenas empresas é uma coisa muito positiva”. Segundo o dirigente da Facerj, o Cartão BNDES é um instrumento bastante utilizado por esse segmento econômico.

A iniciativa foi anunciada hoje (8) pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que incluiu ainda como itens financiáveis pelo cartão os insumos complementares para identificação, proteção e fechamento de embalagens, com o objetivo de estimular a cadeia produtiva do setor, segundo informou a assessoria de imprensa da instituição.

O Cartão BNDES é uma linha de crédito rotativa e pré-aprovada, criada pelo banco há mais de 11 anos, e direcionada para micro, pequenas e médias empresas, que podem comprar máquinas e equipamentos na internet, em condições facilitadas.

O limite de crédito é até R$ 1 milhão por cartão. Atualmente, são emissores do Cartão BNDES o Bradesco, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, o Banrisul, o Itaú, o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). 

A taxa de juros deste mês é 0,97% e o pagamento pode ser feito em até 48 prestações mensais fixas, sem cobrança de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

De acordo com o BNDES, até hoje foram emitidos 620 mil cartões em todo o país, totalizando mais de R$ 37 bilhões em limite de crédito pré-aprovado para investimentos. Cerca de 236 mil itens estão disponíveis para compra por meio do cartão.

Tags: banco, DESENVOLVIMENTO, economia, nacional, SOCIAL

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.