Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Economia

Balança Comercial deverá fechar o ano positiva

Semana contou com exportação de plataforma para extração de petróleo e gás, de US$ 1 bilhão

Jornal do Brasil

Com cinco dias úteis, a terceira semana de dezembro teve exportações de US$ 6,518 bilhões e importações de US$ 5,510 bilhões, resultando num saldo comercial positivo de US$ 1,008 bilhão. No período, ocorreu a exportação de uma plataforma para a extração de petróleo e gás no valor de US$ 1,155 bilhão. No acumulado do ano, a balança comercial brasileira tem exportações de US$ 236,934 bilhões e importações de US$ 235,911 bilhões, com superávit de US$ 1,023 bilhão. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (23/12) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Na terceira semana de dezembro de 2013, houve aumento de 96,9% nas exportações de manufaturados em comparação ao acumulado até a segunda semana, com destaque para a venda de plataforma para extração de gás/petróleo, aviões, óleos combustíveis, motores e geradores, óxidos e hidróxidos de alumínio, suco de laranja não congelado e açúcar refinado. Os produtos básicos também registraram crescimento de 13,4% das exportações, por conta, principalmente, de minério de ferro, milho em grão, carne bovina e de frango, e algodão em bruto.

Nas importações, pela média diária, houve crescimento de 22,8% em relação ao acumulado até a segunda semana do mês (de US$ 897,6 milhões para US$ 1,102 bilhão), explicado, principalmente, pelo aumento nos gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos mecânicos, químicos orgânicos/inorgânicos e farmacêuticos.

As três primeiras semanas de dezembro, a balança comercial brasileira registrou exportações de US$ 15,602 bilhões (média diária de 1.040,1 bilhão) e importações de US$ 14,486 bilhões (média diária de US$ 965,7 milhões), com saldo positivo de US$ 1,116 bilhão.

Comparadas a média das exportações até a terceira semana de dezembro deste ano (US$ 1,040 bilhão) com a de dezembro de 2012 (US$ 987,4 milhões), houve crescimento de 5,3% nas exportações. O motivo foi as exportações dos produtos manufaturados (+30,1% de US$ 367,1 milhões para US$ 477,7 milhões, em razão da plataforma para extração de gás/petróleo, tratores, aviões, motores e geradores, automóveis de passageiros e suco de laranja não congelado).

Os básicos tiveram queda de 11,9%, por conta, principalmente, de algodão em bruto, petróleo em bruto, café em grão, carne de frango e suína, minério de cobre e milho em grão. Os semimanufaturados registraram diminuição de 2,8%, causada, principalmente, por ouro em forma semimanufaturada, borracha sintética/artificial, açúcar em bruto e semimanufaturados de ferro/aço. Nos manufaturados, houve crescimento de 8,8% (de US$ 439 milhões para US$ 477,7 milhões).

Em comparação com novembro deste ano, as exportações decresceram 0,3%, pela média diária, devido à retração de produtos básicos (-10,4%, de US$ 456,5 milhões para US$ 409 milhões), enquanto cresceram as exportações de manufaturados (+8,8% , de US$ 439 milhões para US$ 477,7 milhões), e semimanufaturados (+7,2%, de US$ 124,2 milhões para US$ 133,1 milhões).

As importações, no comparativo com a média de dezembro de 2012 (US$ 875,3 milhões), tiveram crescimento de 1,0% (US$ 956,1 milhões), com aumento de gastos, principalmente, com produtos farmacêuticos (+36,6%), aparelhos eletroeletrônicos (+24,4%), plásticos e obras (+24,0%), siderúrgicos (+23,2%) e equipamentos mecânicos (+17,6%).

Tags: ano, Balança, comercial, dezembro, superávit

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.