Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Economia

Graças Foster é uma das 100 mais influentes na indústria naval

Agência IN

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, foi apontada pela publicação britânica Lloyd´s List como uma das 100 pessoas mais influentes na indústria naval. A executiva ficou em 10º lugar no ranking, junto com o presidente da Transpetro, Sergio Machado.

Em 2012, Foster e Machado ocupavam a 17ª posição. Juntos, eles ajudaram a fazer do Brasil a quarta maior carteira de petroleiros e a terceira maior de embarcações do mundo. Destaque para o PROMEF, que com investimentos de R$ 11,2 bilhões gera encomendas de 49 navios e 20 comboios hidroviários a estaleiros nacionais, até 2020.

Lloyd's List é um dos principais jornais sobre a indústria marítima mundial, abrangendo todos os setores do transporte.

Maria das Graças Silva Foster é engenheira química, funcionária da Petrobras há 32 anos e é a primeira mulher a comandar a Petrobras. A homenagem vem se somar às premiações recebidas pela presidente da Petrobras em 2013. Em outubro, e pelo segundo ano consecutivo, Graça Foster foi apontada pela revista americana Fortune como a executiva mais poderosa do ranking global, concorrendo com mulheres de negócios de diversos setores e países. Tanto em 2012 como em 2013, Graça Foster ficou em primeiro lugar na lista de executivas que atuam fora dos Estados Unidos.

Além de estar na lista da Fortune, a executiva foi eleita, em agosto deste ano, a melhor CEO do setor de petróleo, gás e petroquímica na América Latina pela Revista Institucional Investor. Em maio, a presidente da Petrobras foi apontada a mulher mais poderosa no setor de negócios do Brasil e uma das 20 mulheres mais poderosas do mundo pela Revista Forbes. Em abril, a revista "Foreign Policy" anunciou a lista Mapa do Poder, com as 500 pessoas mais poderosas do mundo, incluindo a presidente Graça Foster.

Tags: LISTA, Petrobras, presidente, ranking, revista

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.