Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Economia

Anac: ainda é cedo para avaliar impacto da Copa no preço das passagens

Agência Câmara

O presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Marcelo Guaranys, disse nesta quarta-feira que ainda é cedo para falar de escalada de preços das passagens aéreas durante a Copa do Mundo do ano que vem. Ele participa de audiência pública sobre o tema na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados.

Os dados da Anac, de acordo com o presidente, apontam que foram vendidos entre 5% e 20% dos assentos para dias de jogos da Copa. "As pessoas só souberam para onde valia a pena voar depois do sorteio dos grupos (no último dia 6) e ainda nem sabem se conseguirão ou não os ingressos", avaliou. Segundo ele, a Anac está coletando os dados das vendas de junho e julho, período da Copa das Confederações, e que, no início de janeiro do próximo ano, deve divulgar os dados das vendas de dezembro, ou seja, com as chaves da Copa já divulgadas.

A agência, lembrou ele, também montou um comitê para monitorar os preços durante a Copa.

Guaranys apresentou vários números que apontam a diminuição do preço das passagens entre 2002 e 2012. Segundo ele, em 2002, não havia tarifas vendidas a menos de R$ 100, enquanto, em 2012, cerca de 13% das passagens domésticas estavam nessa faixa de preço. O valor do quilômetro voado, de acordo com ele, caiu 56% entre 2002 e 2012.

Os dados apontam, no entanto, um aumento de 4,16% entre 2012 e 2013. Esse impacto seria reflexo da elevação do custo do querosene de aeronave. Conforme Guaranys, uma redução do ICMS do combustível diminuiria o custo das empresas e, logo, dos bilhetes aéreos.

Ele também defendeu, como medida de aumento da concorrência, a ampliação da participação do capital externo nas companhias aéreas brasileiras. A elevação da capacidade dos aeroportos também seria um fator relevante para a concorrência entre as companhias, apontou.

Tags: aviões, brasil, Mundial, passagens, reajuste

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.