Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Economia

Mais empresas brasileiras buscam governança corporativa, aponta estudo

Jornal do Brasil

A oitava edição do estudo “A governança corporativa e o mercado de capitais brasileiro”, realizado pela KPMG no Brasil, mostra que um número cada vez maior de empresas listadas nos níveis diferenciados de governança da BM&FBovespa está aprimorando as boas práticas de governança. Dentre os pontos que destacam esta tendência estão um crescimento contínuo no número de comitês para suporte ao Conselho de Administração; mais empresas com Conselho Fiscal instalado e atuando de modo permanente; aumento no número de Conselhos de Administração que recebem remuneração variável; crescimento relevante no valor médio de seguro D&O contratado pelas empresas; e maior preocupação com o gerenciamento de riscos. 

“Constatamos, nessa edição da pesquisa, um aumento no número de empresas que quer se aprimorar na busca pelas melhores práticas de governança corporativa, abrangendo a transparência, a prestação de contas, a equidade e a responsabilidade corporativa. Isso é sinal de maior profissionalização por parte delas e, logo, um aumento na competitividade”, afirma Sidney Ito, sócio-líder da área de Risk Consulting da KPMG no Brasil e líder do ACI - Audit Committee Institute, responsável pelo estudo.

Os dados do estudo foram apurados com base em 232 Formulários de Referência das empresas abertas no Novo Mercado, Níveis 1 e 2 e as 50 mais negociadas do segmento Tradicional da BM&FBovespa.

“As diversas notícias sobre empresas envolvidas em fraudes ou erros contábeis ou na condução dos negócios reforçam a importância de uma estrutura eficaz de gerenciamento de riscos, uma cultura de negócios baseada na ética e conduta e a necessidade de um ambiente efetivo de controles internos”, analisa Ito.

Tags: Brasileiro, capitais, corporativa, governança, mercado

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.