Jornal do Brasil

Economia

Copel investirá em eletrovias

Jornal do Brasil

A Copel está apostando na entrada de carros elétricos no Brasil no curto e médio prazo. Por isso, decidiu construir eletropostos de abastecimento no Paraná para estimular e se antecipar a expansão desse mercado. Segundo o presidente da distribuidora paranaense, Antônio Guetter, serão inaugurados 11 eletropostos na BR-277. A “eletrovia” liga Paranaguá a Foz do Iguaçu. “Também vamos fazer eletrovia ligando Florianópolis ao Rio de Janeiro”, disse o executivo. Ele observou que a indústria dos carros elétricos ainda não cresceu no Brasil, mas prevê que a evolução será rápida. Segundo as projeções da companhia, o “boom” do segmento deve ocorrer somente em 2021.

“Dizem que não existe mercado para carro elétrico no Brasil porque não tem eletroposto, mas não tem eletroposto porque não tem carro elétrico. Nós vamos fazer eletropostos”, brincou. “Essa é uma tendência sem volta”, garantiu.

Macaque in the trees
Em todo o Brasil há menos de 100 eletropostos; Copel espera boom do setor em 2021 (Foto: Divulgação)

Nos três postos já inaugurados ao longo da rodovia 277, o abastecimento de 80% da bateria dos automóveis é feito em 20 minutos, explica Guetter. Um tempo bem superior ao abastecimento nas bombas, mas, ainda assim, factível.

De acordo com o executivo, o Brasil está atrasado no mercado de carros elétricos, mas o desenvolvimento do setor será fundamental para a descarbonização da economia, uma tendência mundial que o Brasil terá que seguir.

O executivo defendeu a privatização das distribuidoras da Eletrobras e ressaltou que, apesar de a Copel ser uma empresa estatal, tem conseguido se modernizar, reduzindo inclusive o seu quadro de empregados para tornar-se mais eficiente. Nos últimos 5 anos, o quadro de funcionários foi encolhido em 1.600 pessoas, todas substituídas por soluções tecnológicas, explicou. Ele acredita que, as distribuidoras que quiserem sobreviver no mercado brasileiro deverão despertar para a digitalização, a descentralização e a descarbonização dos processos, o que passa, necessariamente pela entrada dos veículos elétricos.

Hoje, em todo o Brasil, existem menos de 100 eletropostos segundo a Associação brasileira de Veículos Elétricos (ABVE). Nesta conta, não entram terminais particulares. Seis destes postos elétricos formam a eletrovia da Via Dutra, que liga o Rio de Janeiro a São Paulo com seus 430 quilômetros. Os terminais estão instalados em postos Ipiranga. Para restabelecer 80% da carga, o motorista leva 25 minutos, tempo um pouco superior ao prometido pela Copel na nova iniciativa.



Recomendadas para você