Jornal do Brasil

Sábado, 21 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Cultura

Henry Cavill diz que não flerta por medo de ser acusado de assédio

Jornal do Brasil

Henry Cavill foi criticado nas redes sociais após comentar sobre o movimento #MeToo em uma recente entrevista à GQ Australia. Ele disse que, após o movimento, ficou com receio de flertar com mulheres e ser acusado de assédio.

"As coisas têm de mudar, absolutamente. É importante também manter as coisas boas, que eram uma qualidade no passado, e se livrar das coisas ruins", disse Cavill sobre o comportamento dos homens.

"Há algo de maravilhoso em um homem indo atrás de uma mulher. Eu acho que uma mulher deveria ser cortejada e perseguida, mas acho que eu sou tradicional por pensar assim", disse.

"É muito difícil fazer isso se há certas regras no lugar. Porque é assim: 'Bem, eu não quero levantar e ir falar com ela, porque eu serei chamado de estuprador ou algo assim'. Então você fica, tipo: 'Esquece, eu vou chamar uma ex-namorada, e depois voltar para um relacionamento que nunca funcionou de verdade'. Mas é mais seguro do que eu me jogar nas chamas de um incêndio, porque eu sou alguém que está sendo observado pelo público, e se eu flertar com alguém, quem sabe o que pode acontecer?", falou.

"Agora você não pode tentar persuadir alguém que disse 'não'. É tipo: 'Ok, tá bom'. Mas depois é: 'Ah, por que você desistiu?', e eu penso: 'Bem, porque eu não queria ir pra cadeia?", concluiu.

O posicionamento do ator gerou muitas críticas nas redes sociais.



Compartilhe: