Jornal do Brasil

Segunda-feira, 18 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Cultura

"Shoplifters", do japonês Kore-Eda, ganha Palma de Ouro em Cannes

Jornal do Brasil

O consagrado diretor japonês Hirokazu Kore-Eda conquistou neste sábado a Palma de Ouro de Cannes por "Shoplifters", uma crônica familiar onde cada membro esconde seus segredos, em uma disputa que também premiou Spike Lee.

Cinco vezes em competição, Kore-Eda, de 55 anos, finalmente levou o "graal" da sétima arte por seu filme "mais social", segundo suas próprias palavras.

Spike Lee, de volta à Croisette depois de 27 anos, ficou com o segundo prêmio por "BlacKKKlansman", uma história real de um policial afro-americano que se infiltrou na Ku Klux Klan nos anos 1970.

>> Conheça os premiados do 71º Festival de Cannes

Grande vencedor do festival, o japônes Hirokazu Kore-Eda com a Palma de Ouro

O americano apresentou seu filme como uma mensagem contra o racismo e contra Donald Trump.

Em um festival marcado pelo histórico protesto de mulheres artistas e cineastas pela igualdade na indústria, uma delas, a libanesa Nadine Labaki, recebeu o Prêmio do Júri por "Capharnaüm", sem dúvidas o filme mais comovente da disputa, sobre uma criança e um bebê que sobrevivem nas ruas de Beirute.

Dois atores até agora desconhecidos, o italiano Marcello Fonte e a cazaque Samal Yeslyamova, também foram recompensados por seus respectivos papéis em "Dogman", do italiano Matteo Garrone, e "Ayka", do russo Sergei Dvortsevoy.

A cerimônia de entrega dos prêmios esteve marcada pelas declarações da italiana Asia Argento, uma das atrizes que acusou o produtor Harvey Weinstein de tê-la estuprado.

"Quero prever algo, Harvey Weinstein nunca mais será bem-vindo em Cannes", afirmou a atriz.

app-es/ra/mr/cb

Agência AFP


Tags: cannes, cinema, festival, premiação, vencedor

Compartilhe: