Jornal do Brasil

Terça-feira, 22 de Maio de 2018 Fundado em 1891

Cultura

Oliver Stone diz que ver Macron e Trump juntos é muito deprimente

Jornal do Brasil

O diretor americano Oliver Stone, que nesta quarta-feira (25) participa de um festival de cinema no Irã, afirmou que a visita do presidente francês, Emmanuel Macron, a Washington está sendo "muito deprimente" e marca um retorno ao "imperialismo da velha França".

Stone, filho de uma francesa, declarou-se "particularmente escandalizado" por ver Macron junto com Trump pedindo uma revisão do acordo nuclear iraniano de 2015.

"Não pude acreditar", declarou à AFP.

"Lembro muito bem do presidente (Jacques) Chirac com grande orgulho dizendo 'não' a (o presidente americano) George Bush quando queria invadir o Iraque em 2003", acrescentou.

Visita de Macron à Casa Branca: "foi muito deprimente", afirmou Oliver Stone

"E agora ver este jovem, que não tem muito senso da história, ou de memória das grandes tradições da França... foi muito deprimente", lamentou.

Na terça-feira, Trump e Macron pediram um novo acordo com o Irã que limite o programa de mísseis balísticos de Teerã e o apoio às milícias no Oriente Médio.

Crítico ferrenho da política externa americana durante décadas, Stone disse ainda que Macron fez como Nicolas Sarkozy, quando era presidente da França: "quer se colocar ao lado dos americanos como uma demonstração do poder francês".

"É um retorno ao colonialismo e ao imperialismo da velha França. Macron tem que aprender que não pode ser um imperialista", concluiu.

Agência AFP


Tags: afp, cn, colonialismo, del, er, macron, oliver stone, trump

Compartilhe: