Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Cultura

Mexicanas Frida Kahlo e Lorena Ochoa já têm suas Barbies

Jornal do Brasil

A artista mexicana Frida Kahlo já tem a sua Barbie, assim como sua compatriota, a jogadora de golfe Lorena Ochoa, e a empresária e estilista espanhola Vicky Martín Berrocal, anunciou nesta quarta-feira Mattel, que aposta na diversidade para compensar a queda em suas vendas.

A fabricante americana de brinquedos lançou na véspera do Dia Internacional da Mulher, em 8 de março, uma série de bonecas à imagem e semelhança de celebridades atuais como a chef francesa Hélène Darroze, a campeã olímpica de snowboard Chloé Kim e a diretora criativa da marca Victoria, a espanhola Vicky Martín Berrocal, assim como outra série batizada "Mulheres que inspiram", na qual incluiu Frida Kahlo.

Na primeira série figuram várias atletas de alto nível como a mexicana Ochoa, ganhadora de 27 torneios Ladies Professional Golf Association, a diretora de cinema Patty Jenkins, de "Mulher Maravilha", a defensora australiana da vida silvestre Bindi Irwin, a atriz chinesa Xiaolong Guan e a bailarina clássica afro-americana Misty Copeland.

Empresa aposta na diversidade para compensar queda em suas vendas

A série "Mulheres que inspiram" inclui Kahlo, a pilota americana Amelia Earhart, primeira mulher a sobrevoar sozinha o Atlântico, e a matemática afro-americana Katherine Johnson, que calculou dezenas de trajetórias para a Nasa, incluindo a do voo do Apollo 11 à Lua em 1969, popularizada pelo filme "Estrelas além do tempo".

Embora encarnem mulheres conhecidas, as bonecas conservam o físico clássico e irreal das Barbies.

Após propor durante décadas uma Barbie loira e alta, com poucas exceções, a Mattel multiplicou, nos últimos anos, sua oferta para atrair novos clientes.

No início de 2016, a empresa da Califórnia lançou as versões "gordinha", "pequena" e "alta" da Barbie.

No final de dezembro de 2017, a fabricante de brinquedos lançou também uma boneca em homenagem à esgrimista americana Ibtihaj Muhammad, que usa o véu islâmico.

Esta diversificação permitiu à Barbie se tornar um dos poucos produtos da Mattel a obter lucros (+9% no último trimestre de 2017), quando a arrecadação do fabricante de brinquedos retrocedeu 10,5% no ano 2017.

Agência AFP


Tags: barbie, frida, lorena ochoa, mattel, mulheres que inspiram, vicky martin berrocal

Compartilhe: