Jornal do Brasil

Sexta-feira, 22 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Cultura

A imaginação de Sacai e o toque kitsch de Stella McCartney desfilam em Paris

Jornal do Brasil

O desfile da marca Sacai nesta segunda-feira (5) em Paris trouxe a imaginação com associações inverossímeis, enquanto Stella McCartney brincou com o kitsch e Alexander McQueen com o couro e as estampas chamativas.

- Sacai: assimetria harmoniosa -

A nova coleção da marca Sacai para o próximo outono-inverno não decepcionou na imaginação: sua diretora artística, a japonesa Chitose Abe, imaginou jaquetas, casacos e anoraques misturados.

Seus híbridos são uma combinação de jaqueta jeans e smoking ou de um elegante casaco com pele com uma gabardina. 

Looks assimétricos se combinam e misturam desconstruindo o corpo e é difícil determinar exatamente de que maneira a modelo conseguiu vestir o conjunto.

Mas além do caos aparente, Chitose Abe consegue harmonia jogando com cores que definem a silhueta, especialmente nos looks com listras bicolores: preto e fúcsia, azul e vermelho granada. 

As estampas étnicas também marcam o desfile, além dos calçados misturados: uma bota com listras de zebra aparece combinada com outra com estampa felina.

- Stella McCartney: toque kitsch -

Em seu primeiro desfile misto em Paris, a estilista britânica Stella McCartney mostrou looks com tendência ao "oversize", como nos shorts usados por cima das calças na mesma cor.

A estilista, que não utiliza couro nem pele em suas peças, abandonou também as colas em suas sapatilhas esportivas, fixando a sola com costuras especiais.

As estampas se encaixam na categoria kitsch, como as figuras de J.H. Lynch, pintor britânico dos anos 1960 conhecido por seus retratos de mulheres sensuais, e selos retrô com ramos de flores.

- Alexander McQueen: couro -

O couro teve seu momento no desfile de Alexander McQueen, em tops com tiras, saias com pregas e um vestido ajustado em verde e preto, sem mangas, com uma grande variedade de zíperes.

As estampas aparecem em branco e preto, além de tons alaranjados, e vestidos longos de franjas completam a passarela da marca britânica.

- Leonard: o ar frio da Islândia -

Um passeio pela natureza islandesa deu o tom do desfile da marca Leonard, que trabalhou com as tradicionais peças esportivas do frio extremo para transformá-las em casacos acolchoados em tecidos de luxo e recobertos por estampas florais.

A silhueta combina a modelagem oversize com a slim, priorizando o conforto e a liberdade de movimento com tecidos sedosos. As cores são outonais e o azul gelo evoca os lagos gelados da Islândia.

"A princípio a mulher se protege da natureza e pouco a pouco se mistura com essa paisagem de auroras boreais", disse a diretora artística da Leonard, Christine Phung.

As flores, especialmente as orquídeas, são a marca da grife, mas Phung disse que queria "desenvolver uma nova tipologia de estampa", inspirada no pontilhismo.

Nessa coleção, testou uma nova estampa de flores com pequenas árvores em saias e vestidos.

- As paisagens de Agnès b -

A estilista Agnès b escolheu um elegante palácio com vista para Torre Eiffel para apresentar sua coleção, na qual encheu um armário com um look para casa ocasião.

Os conjuntos esportivos se destacam, com capuzes, bonés e meias de cores chamativas, além de grandes estampas que evocam paisagens naturais, e parecem fotografias.

Um vestido evoca as ondas do mar banhadas pelos raios do sol, enquanto uma saia tem um bosque nevado observado de um balcão.

Agência AFP


Tags: cultura, desfile, internacional, moda, paris

Compartilhe: