Jornal do Brasil

Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Cultura

Palermo começa 2018 como 'capital italiana da cultura'

Cidade preparou uma série de eventos para celebrar sua história

Jornal do Brasil

Teve início na última segunda-feira (29) o ano de Palermo como "capital italiana da cultura". A cerimônia de inauguração teve as presenças do primeiro-ministro Paolo Gentiloni, do ministro dos Bens Culturais Dario Franceschini e do prefeito da cidade siciliana, Leoluca Orlando.

Mais de 780 eventos estão programados para acontecer durante 2018. Dentre eles, haverá um espaço para estudos islâmicos na Biblioteca Giorgio La Pira, informou Gentiloni.

Além disso, haverá a exibição de pinturas do artista Giovanni Boldini, uma mostra de Antonello da Messina e o evento "Manifesta 12", um dos maiores shows da Europa e que inclui performances de música, teatro e arte no geral.

A cidade ganhou até um logotipo, um "P" desenhado por uma estudante. O logo foi feito nos quatro idiomas da história de Palermo: fenício, hebreu, árabe e grego. Por conta da programação cultural, a capital da Sicília - que já recebe muitos turistas - deve ter um aumento no número de visitantes.

Palermo foi eleita capital italiana da cultura ao derrotar cidades como Alghero, Aquileia, Comacchio, Ercolano, Montebelluna, Recanati, Settimo Torinese e Trento. Mas, de acordo com Orlando, "as atividades culturais não terão fim em 31 de dezembro", pois o objetivo é promover ações de longo prazo. Já Franceschini disse que Palermo "permanecerá como capital do diálogo".



Tags: capital, cultura, itália, logotipo, palermo

Compartilhe: