Jornal do Brasil

Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017

Cultura

Após denúncias, Harvard revoga medalha dada a Weinstein

Produtor havia sido homenageado por contribuição à cultura negra

Agência ANSA

A Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, decidiu revogar uma medalha concedida ao produtor de Hollywood Harvey Weinstein, em 2014, por causa das acusações de abuso e assédio sexual contra ele.    

Na última terça-feira (17), o comitê executivo do Centro Hutchins de Estudos sobre a África e os Afro-americanos se reuniu e, por unanimidade, decidiu anular a medalha "W.E.B Du Bois", que havia sido dada a Weinstein por causa de sua "contribuição à cultura africana e dos negros da América".    

"Nós votamos por unanimidade para rescindir a Medalha Du Bois concedida ao sr. Weinstein em 2014. Estamos ao lado das mulheres que se apresentaram corajosamente para lutar por si mesmas e, de fato, por todos aqueles que sofreram abusos similares", escreveu o comitê em um comunicado.    

A medalha Du Bois é a maior honraria de Harvard por contribuições para a cultura africana e já homenageou nomes como a apresentadora Oprah Winfrey e o boxeador Muhammad Ali. Após os escândalos de abuso sexual envolvendo Weinstein, outras instituições tomaram a mesma medida e revogaram prêmios dados ao produtor. Até o momento, mais de 40 mulheres disseram ter sido abusadas ou assediadas por Weinstein, incluindo as atrizes Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow e Lucia Evans.

Tags: assédio, atrizes, cinema, estupro, hollywood, weinsten

Compartilhe: