Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

Cultura

Autêntica lança quinto volume da coleção Escritos de Marilena Chaui

Filósofa amplia a ideia de violência mostrando que ela é mais do que física ou criminal

Jornal do Brasil

O que é violência e como ela opera em diversas situações da vida brasileira? Esta é a pergunta que norteia Sobre a violência, volume 5 da coleção Escritos de Marilena Chaui, publicada pela Autêntica Editora. No livro, a filósofa apresenta textos que tratam sobre as formas mais óbvias de violência, como a tortura, passando pelas violências de classe, racial e religiosa, incluindo reflexões sobre ética e direitos humanos.

Tema de investigação e preocupação de muitos pensadores, a violência é também tema presente nas relações humanas. O objetivo de Marilena Chaui é refletir e ampliar a ideia de violência para demonstrar como ela pode ser mais do que física ou criminal, apontando situações em que violência e poder estão unidos.

Filósofa aborda tortura, passando pelas violências de classe, racial e religiosa
Filósofa aborda tortura, passando pelas violências de classe, racial e religiosa

Este volume, cuja organização ficou a cargo de Ericka Marie Itokazu e  Luciana Chaui-Berlinck, está dividido em três partes: A violência no Brasil, onde o leitor faz uma viagem pelo país por meio de 23 textos que oferecem as diversas facetas da história e desmistificam a não violência brasileira; A violência contemporânea, com textos mais longos que abordam a questão do neoliberalismo e ensina como e onde está sua violência; e, Reflexões sobre a violência, em que a autora trata de questões trazidas por Freud sobre o significado do instinto de destruição que constitui o ser humano.  

Para a organizadora e filósofa Ericka Marie, o livro permite “compreender o fundamento da violência no Brasil, que se escamoteia sob o mito da sociedade não violenta, pode tornar-se um instrumento combativo de formação, resistência e resiliência”, como assina no prefácio.

Sobre a violência permite a compreensão do que se vive atualmente. Para Luciana, “a generosidade do texto faz com que fechemos o livro não só mais conhecedores do tema, mas também com a sensação de estarmos, agora, impedidos de observar e reconhecer a violência em nosso cotidiano sem refletir sobre ela".

Lançada em 2013 pela Autêntica Editora, a coleção pensada em nove eixos temáticos já contempla os títulos Contra a servidão voluntária - Volume 1Manifestações ideológicas do autoritarismo brasileiro – Volume 2, A ideologia da competência – Volume 3, Conformismo e resistência – Volume 4. Conheça outros títulos da coleção em:https://grupoautentica.com.br/autentica/colecoes/65

Tags: autêntica, brasil, filosofia, lançamento, livro, marilena chauí, política, sociedade

Compartilhe: